― Advertisement ―

spot_img

Comissão aprova projeto que abre novo prazo para recadastramento de armas de uso permitido ou restrito

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que abre prazo para o recadastramento, junto à Polícia Federal e...

Municípios da região Metropolitana de Saúde podem ampliar vacina da dengue para até 14 anos

Em publicação encaminhada nessa quarta-feira (06) pelo Ministério da Saúde, por meio da Nota Técnica Nº12/2024, os 23 municípios que compõem a região Metropolitana de Saúde do Espírito Santo já podem ampliar a oferta da vacina contra a dengue para as crianças de até 14 anos. 

Com a ampliação, o grupo de crianças de 10 a 14 anos contemplado à vacinação contra a dengue na região Metropolitana de Saúde é formado por 145.718 crianças. O Estado recebeu 58.530 doses da vacina. 

Anteriormente, o Ministério da Saúde, de acordo com definições do Programa Nacional de Imunizações (PNI), recomendou que o início da vacinação se desse de forma escalonada, em virtude da escassez de doses no País, começando pela faixa etária de 10 a 11 anos. Entretanto, buscando dar maior celeridade à vacinação, o órgão federal orienta a ampliação da faixa etária em todos os municípios já contemplados com as doses, visando ao aumento da cobertura vacinal. 

A Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, encaminhou a normativa aos municípios capixabas que estão contemplados neste primeiro momento de vacinação. Os municípios estão orientados a realizar a ampliação já a partir desta quinta-feira (07).

Dados dengue crianças de 10 a 14 anos

No Espírito Santo, até a manhã desta quinta-feira (07), foram aplicadas 11.840 doses da vacina contra a dengue, apresentando uma cobertura de 20,23% da população de 10 a 11 anos residentes da região Metropolitana de Saúde, de um total de 58.525 crianças. Com a ampliação, ao todo serão contempladas 145.718 crianças de 10 a 14 anos. 

Em relação ao número de casos da doença, até a semana epidemiológica 09 (de janeiro até o último dia 02 de março), foram notificados 2.828 casos de dengue em crianças de 10 a 14 anos, sendo confirmados 1.065 casos. Dos casos confirmados, 25 deles apresentaram sinais de alarme e dois foram de dengue grave. Em relação aos óbitos, dos seis já confirmados pela doença no Estado, um deles é de uma criança de 10 anos.

Municípios da Região Metropolitana de Saúde

Respeitando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Comitê Técnico Assessor em Imunização (CTAI), em decisão tripartite, o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) decidiram direcionar a vacinação contra a dengue para a faixa etária de 10 a 14 anos, por considerar que a maior proporção de hospitalização por dengue nos últimos anos ocorreu nessa faixa etária. 

Devido à escassez de doses, foram escolhidos municípios brasileiros seguindo a estratégia definida pelo órgão federal, que engloba a aplicação das doses na população de regiões endêmicas, em 521 municípios, a partir de fevereiro. As regiões de saúde selecionadas atendem a três critérios: são formadas por municípios de grande porte, ou seja, mais de 100 mil habitantes, com alta transmissão de dengue registrada em 2023 e 2024, e com maior predominância do sorotipo DENV-2. 

No Estado, foram definidos 23 municípios da região Metropolitana de saúde. Os municípios compõem a região conforme Plano Diretor de Regionalização da Secretaria da Saúde (Sesa). São eles: Vila Velha, Serra, Cariacica, Vitória, Guarapari, Afonso Claudio, Viana, Laranja da Terra, Fundão, Itaguaçu, Santa Leopoldina, Domingos Martins, Santa Teresa, Venda Nova do Imigrante, Santa Maria de Jetibá, Ibatiba, Brejetuba, Marechal Floriano, Conceição do Castelo, Itarana, Aracruz, João Neiva e Ibiraçu.

Ibovespa tem leve alta