― Advertisement ―

spot_img

Mutirão de Atendimentos Públicos realiza promoção de cidadania na Escola João Bastos ...

A Prefeitura realizou no último sábado (25) um grande mutirão de atendimentos públicos, envolvendo várias secretarias na Escola Municipal João Bastos, localizada no Bairro...

Parque Cultural Casa do Governador recebe novas obras artísticas

Foto: Hélio Filho/Secom

Foram lançadas nessa quarta-feira (28), as 15 novas obras artísticas que compõem as exposições permanente e temporária instaladas no Parque Cultural Casa do Governador, em Vila Velha. Resultantes do edital de seleção de propostas artísticas lançado em 2023, os trabalhos estão divididos entre esculturas, instalações e projetos de intervenção. As criações foram produzidas por 17 artistas – do Espírito Santo, de Minas Gerais, de São Paulo e do Paraná.

A apresentação ao público aconteceu durante cerimônia com a presença do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande; da primeira-dama do Estado, Maria Virgínia Casagrande; do vice-governador e secretário de Estado de Desenvolvimento, Ricardo Ferraço; e do secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha. O investimento foi de R$ 1,8 milhão em recursos do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura).

“Estamos fazendo a seleção de uma Organização Social para gerir o Parque Cultural Casa do Governador. Mais cedo visitei as novas obras e é tão bonito ver a diversidade de visão dos artistas. Uma mesma obra passa inúmeras mensagens. É bom que os estudantes possam vir também. Aberto ao público em nossa gestão, o Parque passou a ser um local de entretenimento do capixaba, um espaço cheio de vida e que nos encanta. Além de ser um espaço com a preservação do meio ambiente e voltado para a educação”, afirmou o governador.

Além de se adaptarem à área externa natural do parque, totalizando 26 obras, os projetos difundem trabalhos de artistas locais e nacionais contribuindo assim para a inovação nos campos das artes, do meio ambiente e da tecnologia.

“Estamos desde 2019 trabalhando para fomentar a cultura e a diversidade no Estado. E as novas instalações no Parque representam um novo ciclo. Há várias maneiras de pensar num espaço e trabalhamos para que novas representações aconteçam. Um conjunto de obras que trazem várias trajetórias de artistas novos a artistas já consagrados. O Parque é um espaço importante que tem posicionado a arte contemporânea do nosso estado reverberando para todo o Brasil”, pontuou o secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha.

A primeira-dama do Estado pontuou o resultado das novas obras. “Será muito boa essa nova etapa no Parque trazendo a população, além das atividades escolares que virão. Estamos com o parque aberto há mais de um ano com mais de 30 mil visitantes. Com estas novas obras instaladas, espero que todos curtam o local. Agradeço a presença de todos e meu muito obrigado aos artistas e a toda equipe que participa desses projetos”, disse Maria Virgínia Casagrande.

Os artistas

Ao todo, 15 obras estão expostas no Parque, sendo 10 temporárias e 11 permanentes. A nova exposição reúne os seguintes artistas: Hugo Bello, Jaíne Muniz, Renato Ren, Carla Désirée, Barbara Mattos Carnielli, Paulo Vivacqua, Bruno Cabús, Renan Grisoni, Cleuber da Silva Júnior, João Wesley de Souza e Castiel Vitorino Brasileiro, todos do Espírito Santo; Anabel Antinori, Rodrigo Sassi e Siwaju, de São Paulo; Maré de Matos e Geovanni Lima, de Minas Gerais; Washington Silvera, do Paraná.

Visitação

É necessário agendar visitas ao Parque Cultural Casa do Governador, pelo telefone (27) 3636-1032, de segunda-feira a sexta-feira. As visitas são gratuitas e vão acontecer sempre às terças-feiras e quintas-feiras, das 8h às 17h, com o acompanhamento de um mediador do Governo do Estado.

Residência Oficial

A área onde se encontra a Residência Oficial do Governador do Espírito Santo, em Vila Velha, possui relevante valor histórico e paisagístico, estando, no entanto, desconectada do contexto urbano em função do caráter de segurança inerente à sua função original. Com área total aproximada de 93.000 m², o terreno inclui a Residência Oficial, em frente à uma pequena praia, circundada por um bosque antropizado e extensa área de preservação com Mata de Tabuleiro e vegetação rupestre.

O projeto tem implementado uma infraestrutura funcional e fomenta um plano de visitação, no qual proporciona ao local atividades relacionadas à cultura, à arte, ao turismo e à educação, assim como ações visando a preservação dos bens e da paisagem natural e construída. Trata-se de um projeto interdisciplinar e interinstitucional, correlacionando educação patrimonial, meio ambiente, botânica, ciência e tecnologia e artes visuais. As atividades educacionais e culturais visam à maior integração da área da residência com a população.