― Advertisement ―

spot_img

Governo lança guia para torcedores sobre Copa América de Futebol

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou, na sexta-feira (14), o Guia Consular dos Torcedores Brasileiros para a Copa América de Futebol 2024. A...

Projeto promove apresentações de congo e oficinas de fabricação de instrumentos na Barra do Jucu

A partir desta quinta-feira (23), no embalo das comemorações em torno da Colonização do Solo Espírito-Santense, o Museu Vivo da Barra do Jucu – em parceria com as bandas de congo Mestre Alcides, Tambor Jacaranema e Raízes da Barra – lança a segunda edição do projeto “O Congo Capixaba no Corredor Cultural e Gastronômico da Barra do Jucu”, com apresentações musicais e oficinas até junho de 2024, em locais estratégicos do bairro, visando ao fortalecimento da memória, do patrimônio imaterial capixaba e do comércio local.

O Corredor Cultural e Gastronômico incentiva o turismo e a ocupação dos espaços públicos do bairro, fortalecendo o comércio local e incentivando às artes, por meio da Galeria Livre de Artes Visuais, artesãos e outros espaços artísticos. Com os desafios trazidos pela pandemia de Covid-19, em 2020 e 2021, o projeto chegou para fomentar o conhecimento e a participação dos moradores e visitantes em atividades culturais, fazendo girar a economia criativa e o turismo no município, criando momentos de encontro para vivência do congo. A ideia incentiva ainda um calendário de apresentações para além das temporadas de fincada e retirada de mastros de São Benedito.

As principais ações do projeto abrangem oficinas de fabricação de instrumentos e shows com as bandas. A abertura, nesta quinta-feira (23) será com Amores da Lua, seguida pela banda Mestre Alcides, na Praia do Barrão, a partir das 15h.

Na semana seguinte, no dia 30 de maio, a partir das 10h, quem comanda os tambores e casacas é a banda de congo de Piapitangui, seguida pela Banda de Congo Raízes da Barra. O agito acontece na Praça Pedro Valadares, em parceria com o tradicional evento “Os Passos de Anchieta”, que completa 25 anos. O público presente também poderá participar de oficinas gratuitas de confecção de minicasacas, feitas com cabo de vassoura, oficinas de canto, dança e tambor de congo.

Encerrando as atividades do projeto, no dia 7 de junho, a partir das 19h, acontecem os festejos juninos do XVIII Barraiá, localizado na Rua Reginaldo Leão. As atrações serão comandadas pelas bandas de congo de Bicanga, Serra, e Tambor Jacaranema, da Barra do Jucu.

O projeto é realizado com recursos do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura), da Secretaria da Cultura (Secult).

Serviço:
O Congo Capixaba no Corredor Cultural e Gastronômico da Barra do Jucu
Quando: 23/05 (quinta-feira)
Horário: a partir das 15 horas
Local: Praia do Barrão, Av. Anderssem Pereira Fidalgo, Barra do Jucu, Vila Velha