― Advertisement ―

spot_img

Como escolher uma máquina de lavar roupa?

Na hora de escolher sua lavadora, alguns critérios essenciais devem estar no seu checklist  Escolher a máquina de lavar com o melhor custo-benefício para uma...

Estratégias para pessoas alérgicas que querem ter gatos

Quem tem alergia a gatos sabe muito bem como é difícil conviver com esse problema. Além das já conhecidas reações alérgicas, uma das maiores dificuldades é ter que ficar longe dos gatinhos, ainda mais quando você já tem um em casa. Isso porque uma das medidas principais no controle de alérgenos é diminuir a interação ou manter certa distância, porém, os resultados ainda podem ser insatisfatórios para os donos de felinos. A grande pergunta que permeia esse assunto é, como conviver com essa sensibilidade? 

Existem algumas dicas que podem ajudar os alérgicos que querem ter um gatinho em casa, mas ficam com medo de ter crises de alergia. Algumas delas são comprar para os bichanos rações hipoalergênicas, manter a casa sempre limpa e sem pelos em excesso, usar purificadores de ar para deixar o ambiente mais limpo, além de marcar consultas regulares em um médico alergista para saber como a alergia está. 

Outro ponto importante para quem deseja ter gatos em casa é comprar brinquedos e objetos que mantenham os felinos entretidos na maior parte do tempo.  Ainda, você deve investir em uma fonte de água que esteja sempre em movimento para atrair a atenção deles. Ah, e não se esqueça dos arranhadores para gatos e outros brinquedos que sejam interativos e também de fazê-los gastarem energia.

Você confere abaixo algumas dicas para quem deseja ter contato com gatos mesmo tendo alergia aos bichanos.

Principais medidas de controle 

Limpar regularmente o ambiente: procure limpar a casa regularmente para remover os pelos do gato e os alérgenos presentes no ar. Você pode utilizar um aspirador de pó com filtro HEPA, que é um dos mais eficientes na remoção de alérgenos, bactérias e outras partículas que possam estar no ambiente. Também é recomendado que você lave a roupa e a roupa de cama regularmente.

Evitar exposição direta ao gato: por mais que seja difícil, evite colocar o rosto próximo demais dos gatinhos, principalmente quando eles estão lambendo ou se esfregando. Isso pode acabar espalhando alérgenos no ar, aumentando as chances de você ter uma crise alérgica.

Higienizar-se bem após o contato: se você deseja ter gatos em casa mesmo tendo alergia, saiba que a higiene é ainda mais importante. Por isso, lave as mãos com frequência após interagir com os bichanos. Dessa maneira, você evita tocar o rosto enquanto estiver em contato com eles. Isso ajuda na redução da exposição aos alérgenos que estão presentes na saliva e nos pelos dos gatos. 

Restringir o acesso do gato a certas áreas: uma dica para quem quer ter um gato mesmo sendo alérgico é restringir o acesso do animal a determinadas áreas da casa. Defina em quais lugares o gato pode transitar, lembrando que o quarto de uma pessoa alérgica é a zona mais proibida da casa para os felinos. 

Limpar regularmente o lugar onde o gato dorme: além de manter a casa sempre limpa, é vital limpar regularmente o lugar onde o gato costuma dormir. Você pode usar produtos hipoalergênicos para a tarefa. O mais importante é garantir que todos os itens do gatinho estarão limpos. 

Dessensibilização por imunoterapia: em alguns casos de pessoas alérgicas, para evitar uma reação imunológica muito grave em relação à exposição aos alérgenos dos gatos, pode ser recomendado a dessensibilização por imunoterapia.       

Tratar os sintomas com medicamentos: caso os sintomas persistam ou estejam em uma intensidade alta demais, é recomendado que a pessoa alérgica procure um médico alergologista. Ele vai avaliar a situação, realizar testes alérgicos e recomendar o melhor tratamento, que pode incluir medicamentos antialérgicos.