― Advertisement ―

spot_img

Carro bate em veículo estacionado e capota em Montanha

  Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que um carro bate de frente com outro veículo que estava estacionado, na rua José...

Barra de São Francisco é contemplada na Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética da EDP

A EDP, Distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, anunciou o resultado final dos projetos selecionados na Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) de 2023 da Companhia. Ao todo, foram disponibilizados cerca de R$ 7 milhões para investimento destinados a projetos com aplicação em 2024.

As cidades beneficiadas são: Anchieta, Barra de São Francisco, Jerônimo Monteiro, Alegre, Vargem Alta, Vila Velha, Santa Leopoldina, Ponto Belo, Serra e Vitória. Além disso, quatro hospitais foram contemplados. São eles: o Hospital Estadual Antônio Bezerra Farias, Hospital Municipal de Ponto Belo, Hospital Evangélico de Santa Leopoldina e Hospital da Polícia Militar do Espírito Santo.

Entre as ações previstas nos projetos selecionados, destaca-se a modernização de um total de 1.969 luminárias de iluminação pública com tecnologia LED. Essa tecnologia é mais eficiente e duradoura, proporcionando melhor qualidade na iluminação e gerando economia para as contas públicas do município.

Já as mudanças a serem realizadas nos hospitais incluirão diversas melhorias, como a modernização da iluminação interna e externa, substituição dos aparelhos de ar-condicionado por equipamentos mais eficientes e a implementação de usinas fotovoltaicas. Ao todo, está prevista a instalação de 497 kWp de potência nominal nas usinas fotovoltaicas.

Os projetos vencedores foram avaliados por uma comissão julgadora composta por colaboradores da EDP, conforme critérios técnicos estabelecidos no edital. A ação é regulada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Propostas

O objetivo do programa é incentivar propostas que contribuam com a conservação e o uso racional da energia elétrica em unidades consumidoras públicas e privadas, localizadas em sua área de concessão, em conformidade com a legislação vigente.

Os projetos devem envolver o uso inteligente e responsável da energia, minimizando o desperdício e otimizando a utilização de recursos energéticos, e precisam abranger benefícios tanto para o setor público quanto para o privado, como melhorias na iluminação pública e residencial, comércios, indústrias, hospitais e entidades, entre outros.