― Advertisement ―

spot_img

Refugiados compartilham histórias e vivências em feira no Rio

A libanesa Farah Al Najjar está há 3 anos no Brasil; o venezuelano Alejandro Echezuria, há 7 anos; e, o congolês Alfred Camara...

Concurso para policial penal tem edital retificado

A Secretaria da Justiça (Sejus) e a Polícia Penal do Espírito Santo (PPES) retificaram nesta sexta-feira (17) o item referente às vagas reservadas às Pessoas com Deficiência (PCD) do Concurso Público para o cargo de policial penal.

A retificação, publicada no Diário Oficial do Estado, informa que os candidatos considerados aptos no Exame Psicotécnico e que são PCD’s serão submetidos à inspeção médica do Estado pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Espírito Santo (IPAJM). O órgão vai avaliar a compatibilidade da deficiência com as atribuições do cargo.

É importante destacar que a perícia médica dos PCD’s  e os exames de saúde de todos os candidatos ocorrerão concomitantemente, em locais distintos,  entre os dias 15 e 23 de junho, conforme cronograma publicado no Diário Oficial.

Os candidatos considerados aptos serão convocados no dia 31 de maio. A convocação pode ser acessada pelo site da banca organizadora, o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (IBADE) pela página (www.ibade.org.br).

A retificação apenas adiantou a data da inspeção médica dos PCD’s e indicou as datas da heteroidentificação dos candidatos que se declararam negros ou indígenas. A heteroidentificação será realizada pelo IBADE e no mesmo dia, horário e local da etapa do Exame de Saúde, entre os dias 15 e 23 de junho de 2024, conforme cronograma publicado no Diário Oficial.

O concurso prevê 600 vagas para cargo de policial penal, mais cadastro de reserva. As próximas fases do edital são referentes à convocação para entrega dos exames de saúde, investigação social e curso de formação.

Entre as atribuições do cargo de policial penal estão atividades voltadas ao planejamento, organização, monitoramento, execução e avaliação das atividades de rotina inerentes à gestão penitenciária e atividades assistenciais prestadas às pessoas privadas de liberdade.

Confira a publicação: Download