― Advertisement ―

spot_img

Prefeitura de Barra de São Francisco lança oficialmente transporte gratuito no distrito de Paulista em Barra de São Francisco

O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos, em companhia de vereadores, secretários, moradores e demais segmentos sociais, fez o lançamento oficial...

Barra de São Francisco apresenta Serviço Especializado de Reabilitação em Deficiência Intelectual e Autismo – SERDIA

A Prefeitura de Barra de São Francisco, apresentou na tarde desta quarta-feira (13) por meio da Secretaria Municipal de Saúde, o Serviço Especializado de Reabilitação em Deficiência Intelectual e Autismo (SERDIA).

O evento foi realizado na Câmara Municipal de vereadores e contou com a presença do melhor Secretário de Saúde de todos os tempos do município, Elcimar de Souza Alves, que representou o prefeito Enivaldo dos Anjos, representantes de diversos setores das Secretarias de Saúde, de Assistência Social, de Comunicação, além de vereadores e da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).

O evento foi aberto pelo Secretário Elcimar de Souza Alves, e a palestra de apresentação do SERDIA foi ministrada pela Enfermeira de Referência Técnica da Rede de Cuidado à Pessoa com Deficiência, Caroline Possatti Pereira, seguida da Assistente Social da APAE, Ana Paula da Silva Souza Fanti.

As duas explicaram como funcionará o Serviço SERDIA e apresentaram a equipe de profissionais que trabalharão no mesmo dentro da APAE, que foram apresentados aos presentes. O SERDIA constitui uma política estadual de estratégia para ampliar a assistência no Sistema Único de Saúde (SUS) e territorializar o atendimento à pessoa com Deficiência Intelectual (DI) e Transtorno do Espectro Autista (TEA). Consiste em um serviço de Atenção Especializada que irá oferecer atendimento integral as pessoas com DI e TEA.

Os objetivos são: – Ampliar assistência no SUS, territorializando o atendimento as pessoas com DI e TEA, promovendo o acesso e reduzindo obstáculos; – Humanizar a atenção em saúde, com a ampliação da autonomia das pessoas com DI e TEA; – Estruturar e fortalecer as ações que visem à atenção à saúde das pessoas com DI e TEA.

O serviço contará com uma equipe formada por um psicólogo, um assistente social, um terapeuta ocupacional ou um fonoaudiólogo, um fisioterapeuta e um médico neurologista e outro clínico geral. O Secretário de Saúde Elcimar explicou como será o atendimento dos pacientes excepcionais pelo SERDIA e a participação da prefeitura na execução do serviço.

“O SERDIA é um serviço especializado de reabilitação. No nosso caso aqui, é o SERDIA Tipo 2, que é a reabilitação intelectual e do autismo. Ele vai ser gerido em parceria com a APAE. Esse é um projeto do Governo do Estado.

O Município fez a adesão, o governo repassa o recurso, o Município faz a contrapartida e já foi aprovado um Projeto de Lei de autoria do prefeito municipal, essa semana aqui na Câmara Municipal, autorizando esse repasse para a APAE.

Então, a APAE vai fazer a aplicação deste projeto na prática com a sua equipe multidisciplinar. A porta de entrada para o serviço são as unidades básicas de saúde. A pessoa que necessitar desse atendimento especializado, vai procurar a unidade básica de saúde, onde será referenciado para a APAE”, afirmou.

Segundo o secretário o serviço concentrará os atendimentos a pacientes com DI e TEA no município, evitando o stress e o desgaste físico e emocional deles em viagens para atendimentos em outras cidades.

Ele classificou o serviço como um ato de inclusão social para os pacientes que serão atendidos pelo SERDIA. “É um cuidado a mais com esses pacientes que possuem uma deficiência intelectual, que precisa ser trabalhada, para que eles sejam inseridos completamente e corretamente dentro da sociedade. E isso acontece quando você trabalha essa reabilitação. O autista também precisa dessa atenção. O Município já faz essa atenção ao Autismo no Espaço Integrar, mas agora vão ter mais essa facilidade de atendimento na APAE”, encerrou Elcimar.

Segundo a Assistente Social da APAE, Ana Paula, esse é mais um avanço no município, da política da pessoa com deficiência. “Esse serviço foi formulado através de uma articulação da Federação das APAES junto com o Governo do Estado, onde nasceu para os municípios, que não tem o Centro Especializado de Reabilitação (CER), o SERDIA que é um serviço do Governo do Estado, com contrapartida do Município. Esse serviço vai somar muito e facilitar, com o apoio, as terapias para essas crianças”, explicou Ana Paula.

O Serviço Especializado de Reabilitação em Deficiência Intelectual e Autismo de Barra de São Francisco já está em fase final de documentação e segundo a Assistente Social Ana Paula, em no máximo duas semanas já estará funcionando.