― Advertisement ―

spot_img

Ibovespa fecha em queda de 0,58% e começa a quarta-feira aos 123,7 pontos

  O Ibovespa (índice da bolsa de valores brasileira) caiu 0,58% e fechou a terça-feira(28) a 123,7 mil pontos. A alta da inflação de consumo...

Operação “Senhor das Armas” encontra fábrica clandestina de armas em Pedro Canário

Por Camila Ferreira

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) estourou, na manhã desta sexta-feira (22), uma fábrica clandestina de armas localizada em Pedro Canário, na Operação Senhor das Armas. A suspeita é de que a fábrica produzia armas de fogo para criminosos da região Norte do Estado e Sul da Bahia. O maquinário e farta quantidade de insumos e munições estavam na casa de um homem de 43 anos, investigado por envolvimento em um homicídio cometido em Conceição da Barra.

Ao chegar para o cumprimento do mandado de busca e apreensão na residência do investigado, os policiais foram recebidos pelo próprio suspeito, que estava armado. Entretanto, ele não ofereceu resistência e foi informado que também havia um mandado de prisão em seu desfavor. Na área externa da residência, os policiais encontraram maquinários industriais, insumos, cartuchos e material para recarga de munição, peças para montagem de armas de fogo, além de armas com capacidade de funcionamento.

Foram apreendidas 7 armas longas montadas; 1 garrucha; 3 armas longas de pressão; 15 coronhas de espingarda. A equipe também encontrou 17 canos de espingarda; 4 revólveres; 1 simulacro de pistola; diversas munições e estojos de vários calibres; diversos materiais para recarga de munição e maquinário utilizado na fabricação de armas e munições. Apesar do farto material, o investigado alegou ter uma oficina, negando a atividade clandestina.

“Levantamentos da nossa delegacia indicam que ele realmente tem uma oficina registrada como empresa, entretanto, não encontramos, até agora, que tipo de material lícito seria fabricado nesta oficina. A quantidade de material e as informações que obtivemos nos levam a crer que ele forneceria armas para criminosos do norte do Espírito Santo e sul da Bahia. A investigação vai ter continuidade na Delegacia de Polícia de Pedro Canário”, explicou o titular da DP de Conceição da Barra, delegado Roberto Fanti.

Investigação começou a partir de homicídio
A ação desta sexta-feira foi realizada com apoio da Superintendência de Polícia Regional Norte (SPRN), Delegacia Regional de São Mateus e Delegacia de Polícia (DP) de Pedro Canário. As investigações tiveram início no dia 05 de fevereiro, quando um homem foi morto a tiros, dentro de casa, na Comunidade Água Preta, zona rural de Conceição da Barra.

A partir dos levantamentos, a Delegacia de Polícia de Conceição da Barra chegou a um suspeito, de 35 anos, morador do assentamento Valdício Barbosa, na Zona Rural de Conceição da Barra. Nesta quinta-feira (21), uma equipe policial deu cumprimento a um mandado de busca e apreensão na residência do investigado. Os policiais encontraram munições e armas, entre elas, um revólver, que pode ter sido usado no homicídio. O homem foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e encaminhado ao sistema prisional.

“Com autorização judicial, tivemos acesso ao celular dele, por meio do qual confirmamos nossas suspeitas com relação à autoria do homicídio. Também chegamos ao segundo suspeito, morador de Pedro Canário. Representamos pelas prisões temporárias dos dois e solicitamos um mandado de busca e apreensão na casa do segundo suspeito, o que foi autorizado pelo Poder Judiciário. Lá, encontramos a fábrica de armas”, explicou o titular da DP de Conceição da Barra, delegado Roberto Fanti.

Segundo o delegado, a prisão deste segundo suspeito não só desarticula o fornecimento de armas na região, como possibilita a elucidação de outros homicídios cometidos na região norte. Com autorização judicial, a Polícia Civil teve acesso ao celular do investigado, onde havia informações sobre outros crimes em investigação.