― Advertisement ―

spot_img

Segunda emissão de títulos verdes rende US$ 2 bi com taxas menores

A segunda emissão de títulos públicos sustentáveis no mercado internacional, realizada nesta quinta-feira (20), rendeu US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10 bilhões), informou...

MAES: artista Fernando Augusto inaugura a exposição individual ‘A Persistência da Paisagem’

O artista Fernando Augusto inaugura a exposição individual “A Persistência da Paisagem”, composta por trabalhos relacionados à sua pesquisa com paisagens em desenhos, fotografias, objetos e vídeos. Contemplada pelo Edital 009/2022, da Secretaria da Cultura (Secult), a mostra tem vernissage nesta terça-feira (11), às 17h, no Museu de Arte do Espírito Santo Dionisio Del Santo (MAES), no centro de Vitória, e a visitação segue até 11 de agosto de 2024.

Numa trajetória de múltiplos caminhos, parece impossível precisar a origem de certas influências que culminam no estilo de Fernando Augusto. Em 2012, após recorrentes viagens à Amazônia, o artista embarca em um navio da Marinha Brasileira para desenhar e fotografar a floresta Amazônica. Daí nasce o seu interesse em desenhar paisagens, que se modificam constantemente no trânsito, na passagem. Aliás, a deriva é uma prática recorrente para o artista, que se vale de longas caminhadas como forma de resistir à aceleração dos meios de produção da contemporaneidade, que afetam sobremaneira o fazer artístico.

 O que de início parecia apenas uma aventura, um modo de conhecer essa grande floresta, transformou-se em projeto permanente, aguçando o interesse do artista pela paisagem, em especial, a brasileira. “Nunca havia desenhado paisagem, mas ao começar a desenhá-las, era como se já as tivesse desenhado”, afirma Fernando Augusto.

 Com curadoria de Almerinda Lopes e assistência curatorial de Flávia Dalla Bernardina, foi criada uma cartografia para a exposição, que compartilhará três espaços simultaneamente: o salão principal do MAES, a galeria Matias Brotas e o ateliê do artista, na Cidade Alta, centro de Vitória. O espectador poderá fruir a experiência da deriva e criar rotas de deslocamento para chegar aos trabalhos. Para encontrar as paisagens do artista Fernando Augusto, o público é convidado a inventar as próprias paisagens do percurso, por meio de lugares reais, como diz o artista.

 Como assinala a curadora da exposição, Almerinda Lopes: “Assim, à medida que o espectador se detém a observar e a dialogar com essas obras, a percepção torna-se tátil, condição necessária para penetrar, tocar e desvelar os elementos poéticos e poéticos, ou seja, o que não pertence à ordem do visível, mas ao invisível, à subjetividade e ao imaginário.  Nas paisagens construídas por Fernando Augusto, em especial as de grandes dimensões, é possível desvendar uma diversidade de imagens e signos ou formas que habitam um espaço que nos parece incomensurável ou que se expande para além dos suportes.”

O núcleo educativo da exposição é coordenado pela professora Margarete Sacht Goes, com assistência de Danielly Tintori, que traz o conceito de desenho no campo expandido como ativador de torções, misturas, tensionamentos e interconexões que permearão as ações educativas. Uma das propostas é ativar o imaginário para criar regras e outros dispositivos que potencializem as materialidades, os repertórios e os corpos em ação, colocando em evidência a relação entre a arte e a vida e os limites da nossa relação com o meio ambiente.

 Ao longo da exposição, uma programação de conversas será realizada como forma de criar campos de interação sobre os trabalhos, o processo criativo e o exercício crítico em torno da pesquisa de Fernando Augusto. O primeiro encontro será entre o artista e a curadora Almerinda Lopes, no MAES, e o segundo com o artista e a pesquisadora e professora Claudia França, a ser realizado na Galeria Matias Brotas.

  

 SERVIÇO

 

Museu de Arte do Espírito Santo
Av. Jerônimo Monteiro, 631
Centro, Vitória

Abertura 11/06 (terça-feira), 17h.

 

Exposição
de 12 de junho a 11 de agosto de 2024
de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 18h
sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h
(27) 3132-8393      
@maesmuseu

AÇÕES EDUCATIVAS
Formação de professoras/es
19 e 20 de junho
9h às 12h e das 14h às 17h

Roda de conversa com estudantes e egressos da UFES sobre desenho
27 de junho
14h

Visitas ao Ateliê
Ateliê Fernando Augusto
Rua Nestor Gomes, 244, Centro, Vitória
quartas e sábados das 14h às 17h30

 

Mostra Paralela
Matias Brotas
Av. Carlos.Gomes de Sá,  130, República, Vitória

Abertura 13/06 (quinta-feira) 17h
conversa com Cláudia França e Fernando Augusto

Exposição
de 13 a 21 de junho de 2024
segunda a sexta das 13h às 19h.