― Advertisement ―

spot_img

Posso tomar a vacina contra a dengue?

Atualmente, existem duas opções de vacina para dengue aprovadas pela Anvisa no Brasil. A Dengvaxia, da Sanofi, e a Qdenga, da empresa chamada Takeda....

Comandante-geral concede entrevista às emissoras de TV sobre confronto policial no bairro Cidade Pomar

Na manhã desta quinta-feira (02), o coronel Douglas Caus, comandante-geral da PMES, abordou em coletiva de imprensa no Quartel do Comando-Geral a ocorrência ocorrida no bairro Cidade Pomar, no município da Serra.

Durante a noite de quarta-feira (01), policiais militares patrulhavam a área quando avistaram um veículo em direção perigosa. Ao dar ordem de parada, com sinais luminosos e sonoros foram desobedecidos, resultando em acompanhamento que terminou em colisão.

Após a colisão, os policiais determinaram que os ocupantes do veículo saíssem com as mãos na cabeça e se deitassem no chão. Dois indivíduos atenderam à ordem, porém um terceiro permaneceu escondido no veículo, quando efetuou de maneira covarde disparos com uma pistola 9mm contra os policiais. Em legítima defesa, os policiais responderam a injusta agressão, sendo que um dos militares foi alvejado na cabeça. O outro policial imediatamente prestou socorro ao colega ferido.

Os agressores aproveitaram o momento de socorro ao policial ferido para fugir, mas um dos indivíduos foi alvejado, onde deu entrada na UPA de Serra Sede, sendo posteriormente transferido para o Hospital Jayme. Ele foi autuado em flagrante pela Polícia Civil por tentativa de homicídio qualificado e porte ilegal de arma de fogo.

O comandante-geral reforçou a importância dos envolvidos se entregarem à Polícia Civil e alertou sobre as consequências de confrontar a Polícia Militar. Ele deixou claro que “Nenhuma região do Estado do Espírito Santo ficará sem a presença de nossas tropas treinadas. Continuaremos a enfrentar com firmeza aqueles que atacam os policiais militares, pois tais indivíduos desafiam diretamente a autoridade do Estado e desrespeitam nossa comunidade capixaba.”

A PMES mantém seu compromisso com o reforço do policiamento na região, com tropas especializadas, e continuará atuando em legítima defesa para conter injustas agressões.

Por fim, o policial militar ferido passou por cirurgia e está estável no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Jayme, sendo assistido pelos médicos do Hospital e pelos oficiais médicos do Hospital da Polícia Militar.

Dólar: moeda custa R$ 5,03