― Advertisement ―

spot_img

Dia Mundial da Água é comemorado com conscientização na Praça Arlindo Pinto da Costa

Realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável em parceira com a Vigilância Ambiental em Saúde da Secretaria de saúde, o evento aconteceu na manhã desta sexta-feira (22) e atraiu crianças e adultos que passaram pela praça.

Com estandes didáticos sobre a preservação da água e das florestas, cuja data comemorativa internacional foi comemorada ontem, o espaço contou também com brinquedos que ensinam a importância da preservação do meio ambiente, como uma piscina cheia de lixos que simbolizavam os rios sujos, do qual as crianças podiam pescar os lixos acumulados, limpando o “manancial” e maquete de uma minifloresta com um estande de fotos do Parque Municipal Natural Sombra da Tarde.

Quem visitou o local pôde escolher mudas de árvores para plantar em seus domicílios e participou de sorteios de brindes, além de conhecer o trabalho da Secretaria de Meio Ambiente no município.

A Vigilância Ambiental em Saúde orientou e distribuiu cartazes aos visitantes sobre os cuidados com a prevenção da proliferação de criadouros do mosquito causador da Dengue, Zica e Chikungunya.

Segundo o Agente de Combate à Endemias da Vigilância Ambiental em Saúde, Onézimo Batista Ferreira, os lixos jogados nos rios se acumulam nas margens, podendo acumular água parada, se transformando em criadouros de mosquitos, que podem transmitir o vírus da Dengue, Zica, Chikungunya e Malária, além de contaminar a água, peixes e demais animais que dependem dos mananciais de água para sobreviver.

Ferreira aproveitou também para fazer um apelo à população. “Nós pedimos a colaboração de cada morador, que faça a sua parte, que toda a semana tire dez minutinhos do seu tempo e elimine todo tipo de depósito que possa ter acúmulo de água, seja limpa ou suja, porque o mosquito Aedes aegypti está se reinventando, se multiplicando tanto em água limpa e parada, quanto em água suja”, destacou o agente.

A Educadora Ambiental Carolini de Souza Lopes, explicou a importância da preservação da água para os habitantes do nosso planeta. “A importância dessa conscientização é sobre cuidar da nossa água, das nossas nascentes, porque a mudança climática está aí, todo mundo está percebendo no dia a dia, que estão cada dia mais quentes, por isso temos que cuidar da água evitando jogar lixos nos rios, evitando o desperdício nas nossas casas, no comércio e em geral nas comunidades de Barra de São Francisco, para nós não sofrermos com a seca. Nos nossos estandes queremos mostrar paras as pessoas que sempre cuidar é o melhor”, afirmou Carolini.

Zilma Matos, que também é Educadora Ambiental, falou do tema escolhido para a comemoração do Dia Mundial da Água. “O tema deste ano é Água Para a Paz e falar em paz é dizer que para ter paz é preciso a gente ver os nossos rios limpos, as nossas nascentes vivas e as nossas matas também em pé, porque a produção da água depende das nossas árvores e do nosso sol. Todos têm o direito ao acesso a água potável e limpa, por isso precisamos cuidar das nossas nascentes. Só em Barra de São Francisco, temos mais de 3900 nascentes catalogadas na Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e uma forma de fazer isso é cercar nossas nascentes com árvores e demais vegetações, por isso temos um horto municipal gerido pela Secretaria de Agricultura, onde cada morador ou proprietário rural pode procurar e solicitar mudas para o plantio em suas terras e quintais, além de que, o proprietário que possui nascentes em sua terra, pode procurar a Secretaria de Meio Ambiente para cataloga-las e receber orientação de como protege-la” destacou Zilma.

O produtor rural do Córrego São Pedro, distrito de Santo Antônio, Sebastião Santino possui uma propriedade com nascente e sabe da importância de protegê-la. “Tenho nascente e conversei com a educadora Zilma, que a minha nascente já está protegida com cerca e vegetação. Ela me disse que em breve virão recursos para reflorestamento e eu a pedi que quando chegar, ela me avise, porque tenho a vontade de reflorestar mais a minha propriedade. Sem ajuda já tenho mais de 500 arvores plantadas e pretendo aumentar esse número para conservar o solo e a água”, afirmou Santino.

Dioguismar Ricardo Lima, supervisor administrativo, esteve visitando os estandes do Dia Mundial da Água e falou da importância deste evento para os moradores de Barra de São Francisco. “É um evento de suma importância para o munícipio, já que a cidade cresce a cada dia mais e a demanda por água é cada vez maior, por isso a importância da recuperação das nascentes do nosso munícipio, para que as gerações futuras não tenham problemas de falta de água”, frisou Dioguismar, que também lembrou do trabalho realizado pelo Comitê da Bacia do Rio Itaúnas, formado por produtores rurais, que estão reflorestando as nascentes e córregos que desaguam no Rio Itaúnas, ajudando a manter saudável o rio que fornece água para a distribuição na sede do município.

O evento teve início às 8h e terminou às 11h30, com a presença da população que passou pela praça.