― Advertisement ―

spot_img

Jorge & Mateus pode ser a atração da festa da cidade de Águia Branca

A dupla Jorge & Mateus pode ser a principal atração da festa da cidade de Águia Branca em 2024. O SiteBarra tentou contato com...

“Até a oposição me elogia”, brada vereador ao negar agressão a jornalista em Ponto Belo

 

O vereador de Ponto Belo, no Norte do Espírito Santo,  Nego Ivam (PSB), negou qualquer agressão ou ameaça ao jornalista Jaelson Alves dos Santos Júnior, destaca o repórter Wilson Rodrigues.

Segundo o edil,   o jornalista ‘é pré candidato a vereador pelo MDB’, e age em um contexto político. “Peguei na mão dele, e abaixei o celular, que nem chegou a cair no chão”, alegou.

“Sou vereador por quatro mandatos, nunca bati em ninguém, nunca ameacei ninguém”, declarou o vereador. Ainda segundo o político, ele ainda não intimado pela Polícia Civil, e aguarda o ato policial para prestar todas as informações que forem requisitadas. “Sou servidor público, não tem ninguém para reclamar de mim. Até a oposição me elogia”, bradou o vereador.

Por fim, o vereador disse que “por ser evangélico” acredita que “Deus vai pesar na vida dele (jornalista)” com o que chamou de “falso testemunho desses”. Concluiu dizendo que o jornalista “não vai achar ninguém que defenda ele”.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar crimes de ameaça e lesão corporal que teriam sido cometidos pelo vereador de Ponto Belo, no Norte do Espírito Santo, Ivan Mateus Pereira, eleito em 2020 com o nome de “Nego Ivam” (PSB), contra o jornalista Jaelson Alves dos Santos Júnior. Um vídeo  mostra o jornalista interpelando o vereador na saída da Câmara de Ponto Belo na noite do dia 3 de abril, quando o político vai pra cima e, aparentemente, derruba o celular de Jaelson. Segundo o jornalista, houve agressão física.

Após a suposta agressão e ameaça, o vereador teria enviado um áudio em um aplicativo de mensagens, em que ele diz: “Um moleque lá, Jaelson Júnior lá, moço… me filmando, eu bati lá a mão no celular dele”. OUÇA:

A Polícia Civil informou que a vítima registrou o boletim pela internet, “que foi validado pela Delegacia de Polícia de Ponto Belo” e que o caso seguirá sob investigação.  De acordo com a corporação, “a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas”.

Jaelson Alves dos Santos Júnior, de 20 anos, é o criador do ‘Jornal Pontobelense’. Segundo o Ministério da Economia, o rapaz tem registro de Cartão de Registro Profissional na função de Jornalista.