― Advertisement ―

spot_img

Governo lança guia para torcedores sobre Copa América de Futebol

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou, na sexta-feira (14), o Guia Consular dos Torcedores Brasileiros para a Copa América de Futebol 2024. A...

Setades e PRF realizam ações contra à exploração sexual de crianças e adolescentes

A Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), realizou, na última quinta-feira (16) e na sexta-feira (17), mais uma ação de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes.

As ações foram realizadas no escopo do Dia de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, instituído pela Lei Federal 9.970/00. A data 18 de maio foi escolhida em referência ao “Caso Araceli”, ocorrido em 1973, em Vitória. Desde 1998, as atividades desse dia visam mobilizar diversos setores da sociedade, governos e mídia para a urgência da proteção à criança e ao adolescente

As equipes compostas por servidores da Setades, agentes da PRF e servidores dos municípios de Vitória, Serra e Cariacica realizaram as abordagens nos postos policiais de Viana e Serra. Nesses locais, os motoristas e passageiros foram abordados e receberam panfletos de conscientização e foram orientados sobre a ação.

A secretária de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social, Cyntia Grillo, esteve presente na conscientização e ressaltou a importância da sociedade nessa questão “Realizamos essas ações ao longo de todo o ano para proteger crianças e adolescentes, mas precisamos que a sociedade se conscientize e una forças com o poder executivo para combatermos esse ato que ameaça as nossas crianças. Somente juntos poderemos protegê-las, por isso, se souber de alguma prática de abuso, denuncie.”

Como denunciar: Conselhos Tutelares, Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), Delegacias Especializadas ou Comuns, Disque-Denúncia 181, Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), PRF/191, Disque 100 e, em caso de emergência, ligue 190. (texto produzido com a colaboração de Eduarda dos Santos).