― Advertisement ―

spot_img

Hérnia de disco: Quando suspeitar? Qual o diagnóstico e o tratamento?

A coluna é formada por ossos chamados vértebras que são separadas umas das outras por pequenas articulações e pelos discos intervertebrais, que são pequenos...

Seag intensifica limpeza e manutenção das rodovias vicinais pavimentadas dos municípios atingidos pelas chuvas

A Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) informa que, em decorrência das fortes chuvas que atingiram a região sul capixaba, as equipes de manutenção da Secretaria seguem em campo realizando os serviços de limpeza e manutenção e, abrindo passagem nas vias rurais, principalmente nos trechos do Caminhos do Campo mais afetados pelas chuvas. São cerca de 200 quilômetros de vias vicinais rurais pavimentadas pelo Governo do Estado, nos municípios em situação de emergência, onde as equipes de manutenção estão atuando.

Em parceria com a Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), também foram disponibilizados máquinas, equipamentos e patrulhas mecanizadas que vão atuar na limpeza da parte urbana e também na desobstrução das vias vicinais não pavimentadas em apoio aos municípios.

 Foram identificadas interrupções nas obras realizadas pelo programa Caminhos do Campo em três municípios: Mimoso do Sul, Bom Jesus e Muniz Freire. Nestes locais, há demanda de reparos ou substituição de pontes e de reabilitação de trechos onde serão necessárias novas contenções de encostas e barrancos.

 “É grave a situação das vias rurais nos municípios atingidos pelas chuvas e, num primeiro momento, as equipes do Governo do Estado e das Prefeituras atuam no sentido de desobstruir e dar passagem nesses trechos mais críticos. A reconstrução de pontes, bueiros e obras de contenção serão num segundo momento, tendo em vista que, minimamente necessitam de projetos de Engenharia. Só para exemplificar, há interrupções nas vias do programa Caminhos do Campo em três municípios afetados, Bom Jesus do Norte, Mimoso do Sul e Muniz Freire, e essas obras vão demandar um tempo ainda para serem concluídas”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Enio Bergoli.

A Secretaria da Agricultura também realiza um levantamento das perdas de produção agropecuária e dialoga com as instituições financeiras para garantir melhores condições e prazos diferenciados para o pagamento das linhas de crédito rural para os produtores afetados. O Governo do Estado tem dialogado e buscado a prorrogação de prazos de pagamentos com o Governo Federal e as instituições financeiras parceiras que financiam o setor rural – um plano de crédito rural para o Espírito Santo foi lançado no ano passado.

 “Nós temos, portanto, profissionais do Incaper nessas regiões para orientar os produtores nas recuperações dos sistemas de cultivo, e é importante registrar que os produtores desses municípios em situação de emergência, que tiverem suas propriedades atingidas, vão receber orientação em negociação com as instituições financeiras que disponibilizam o crédito rural no Estado”, afirma Enio Bergoli.

A orientação é que os produtores procurem essas intuições financeiras com o auxílio dos profissionais do Incaper.

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) também realiza um levantamento das perdas de produção agropecuária, especialmente na pecuária. “Já sabemos que o envio de leite aos laticínios está bastante comprometido e várias culturas agrícolas foram prejudicadas. Naturalmente, existe uma dificuldade para fechar esse levantamento agora, mesmo assim, os profissionais do Instituto tentam chegar aos locais mais críticos para podermos fazer uma avaliação mais detalhada”, ressaltou o diretor-presidente do Incaper, Franco Fiorot.

 

Serviços de Caça a Vazamentos