― Advertisement ―

spot_img

Carro bate em veículo estacionado e capota em Montanha

  Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que um carro bate de frente com outro veículo que estava estacionado, na rua José...

Norte do ES: jovem é assassinado após live com as primas

 

Três adolescentes foram apreendidos na manhã de quarta-feira (29), suspeitos de envolvimento no assassinato do Felipe Braga Pinheiro, de 19 anos, em Pinheiros, no Norte do Espírito Santo. A informação é do repórter Wilson Rodrigues.

As apreensões ocorreram no Bairro Santo Antônio. A vítima foi executada no dia 6 de abril, mas o corpo da vítima só foi encontrado com marcas de tiros e de esmagamento do crânio no dia 7 de abril deste ano. No dia 30 de abril, segundo a Polícia Civil, um homem de 24 anos, identificado apenas pelas iniciais R.S.S. foi preso suspeito de ser o mandante do crime. Felipe não tinha envolvimento com a criminalidade e, segundo a polícia, foi morto por uma facção criminosa da cidade após uma live com as primas no Instagram.

“Após tomarmos conhecimento do desaparecimento de Felipe, policiais civis e militares iniciaram as buscas, resultando na localização do corpo em uma vegetação próxima ao Bairro Santo Antônio. A vítima foi encontrada com a cabeça completamente desfigurada, possivelmente por golpes de enxada e tiros. No local do crime, foram encontrados projéteis de munições calibres 9mm, 380 e 38 ”, afirmou o delegado de Pinheiros, Dr. Jameson Santos Amaral.

De acordo com a Polícia Civiil, logo após o crime as investigações apontaram a participação de ao menos sete pessoas no assassinato. A investigação apontou que os assassinos tripudiaram do corpo da vítima, fazendo vídeos e fotos após o crime brutal. Os investigadores solicitaram e a Justiça autorizou mandados de busca e apreesão na casa dos sete suspeitos.

Segundo a Polícia Civil, no dia 30 abril, uma operação da Polícia Civil e da Polícia Militar, resultou na prisão de dois suspeitos. O mandante do crime, segundo a polícia, R.S.S., de 24 anos, foi preso. Um comparsa dele, igualmente suspeito de envolvimento na execução, L.S.S., de 27 anos, também foi preso. Com ele, a polícia apreendeu um revólver calibre .38, com 17 munições intactas do mesmo calibre. Com a apreensão dos três menores na quarta-feira (29/05), chega a cinco o número de detidos suspeitos de envolvimento no crime que chocou a cidade de Pinheiros. Falta chegar a dois suspeitos, que já foram identificados pela polícia.

“As investigações avançaram e indicaram também a participação dos menores L.F.F.S., de 17 anos, M.L.J.F., de 16 anos, e S.L.S., de 14 anos, todos integrantes de uma facção criminosa que atua no tráfico de drogas no Bairro Santo Antônio. Em suas declarações, os menores confessaram a autoria do crime e descreveram em detalhes como assassinaram a vítima. Novas diligências estão sendo realizadas, e novas prisões poderão ocorrer em breve”, completou o delegado Dr. Jameson Amaral.

Os adolescentes foram encaminhados à Unidade de Internação Provisória Norte (UNIP-Norte), em Linhares, estão à disposição da justiça.

Quanto à motivação do crime, o delegado Jameson Santos Amaral afirmou que Felipe teria feito uma live no Instagram com algumas primas dias antes de sua morte, durante a qual uma delas fez o número 3 com os dedos, um sinal que indica uma determinada facção criminosa da cidade. Posteriormente, Felipe foi a uma festa no Bairro Santo Antônio, onde foi reconhecido por criminosos da facção criminosa PGS – “Bonde do Planalto – Galileia – Santo Antônio”, que atua no tráfico de drogas nos bairros mencionados em sua sigla. Como a facção é rival da facção criminosa ‘BDD – Tudo 3’, os criminosos começaram a agredir Felipe com socos, chutes e pedradas. Após a chegada de R.S.S. ao local, este determinou que Felipe fosse executado. A vítima não tinha histórico de envolvimento na criminalidade.