― Advertisement ―

spot_img

Desoneração da folha contribuiu para a criação de 9,3 milhões de empregos; aponta Brasscom

Entre janeiro de 2017 e fevereiro deste ano, foram registrados 9,3 milhões de empregos formais nos 17 setores desonerados; aponta o levantamento da Associação Brasileira...

Monumento Natural O Frade e a Freira elege representantes da sociedade civil para o Conselho Consultivo

O Monumento Natural Estadual O Frade e A Freira (Monaff), localizado entre os municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Itapemirim e Vargem Alta, elegeu, nesta semana, os representantes da sociedade civil para seu Conselho Consultivo, que exercerão mandato nos próximos dois anos. Com a participação de representantes de órgãos públicos e da sociedade civil, o Conselho é o principal instrumento de relacionamento entre a Unidade de Conservação (UC) e a sociedade.

Participaram representantes do setor empresarial, turístico, esportes, educacional, ambientalista e moradores da Unidade de Conservação e seu entorno.

“O Conselho de uma Unidade de Conservação é um importante espaço de inserção dos setores da sociedade civil nas questões do Monumento, oferecendo maior transparência, integração e participação nas discussões, decisões e implementação de ações, sendo uma excelente ferramenta participativa para gestão de uma UC”, explicou a gestora do Monaff, Janine Scandiani.

Para a vaga destinada a uma entidade técnico-científica ou educacional, foi eleita a Escola Família Agrícola de Rio Novo do Sul; já para a vaga de entidade ambientalista, foi eleita a ONG Caminhadas e Trilhas. A Associação Capixaba de Escalada irá representar uma entidade de turismo no Conselho. A Pousada Chalés do Frade e a empresa Decolores Mármores e Granitos representarão o setor empresarial.

O Comitê de Bacias Hidrográficas do Rio Novo será o representante de comitês de bacias. Na representação de moradores do entorno do Monaff, foi eleita a Associação do Frade e para representantes de moradores do Monaff, a Comunidade São Manoel do Frade.

As vagas destinadas às instituições públicas serão ocupadas pelas prefeituras de Cachoeiro de Itapemirim, Rio Novo do Sul, Vargem Alta e Itapemirim, além do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e da Polícia Militar Ambiental.