― Advertisement ―

spot_img

Corpo de jovem desaparecida é encontrado; suspeito foi preso em Ecoporanga

Um suspeito preso em Ecoporanga na noite desta quinta-feira, 11 de abril de 2024, disse que a jovem Thamyris Alexandra Virgulino Pascoal, que está...

Minas-Rio puxa bom desempenho da Anglo American em 2023

As operações da Anglo American no Brasil registraram resultados satisfatórios em 2023, conforme mostra o balanço publicado em dia 22 de fevereiro, pela companhia. O principal destaque foi o negócio de minério de ferro, o Minas-Rio, que atingiu produção de 24,2 milhões de toneladas – a melhor performance desde que iniciou as operações em 2014. No comparativo a 2022, o crescimento significou um aumento de 12%, performance atribuída “ao bom desempenho operacional, à melhora ao acesso à mina e ao aumento da disponibilidade de equipamentos”. O EBITDA do Minas-Rio foi 28% maior, alcançando cerca de R$ 8 bilhões, devido aos maiores volumes de vendas e preços, bem como custos unitários mais baixos.

No negócio níquel, nos municípios de Barro Alto e Niquelândia (GO), a produção se manteve praticamente estável – foram produzidas 40 mil toneladas de minério, ante 39,8 mil toneladas em 2022. Entretanto, a redução dos preços do níquel, somada aos aumentos de impostos, de despesas de capital e de custos unitários de produção fizeram o EBITDA despencar em 2023, para aproximadamente R$ 664 milhões, ante a cerca de R$ 1,9 bilhão em 2022.<\/a>

Para 2024, a Anglo American trabalha com a expectativa de produção de 23 a 25 milhões de toneladas de minério de ferro e de 36 e 38 mil toneladas de níquel.

Ao comentar os resultados, a presidente da Anglo American no Brasil, Ana Sanches, salientou que a companhia seguirá “em busca de novos marcos para nossas operações de minério de ferro e níquel no Brasil, com segurança e responsabilidade, contribuindo para o desenvolvimento sustentável das comunidades que nos acolhem e permitindo encarar os desafios da transição energética. Além disto, nossas operações no Brasil são as únicas no mundo a terem alcançado o padrão IRMA 75, o mais alto padrão de mineração responsável, auditado por instituições independentes”.

IRMA é uma sigla em inglês para Iniciativa para Garantia de Mineração Responsável (Initiative for Responsible Mining Assurance), que busca avaliar o desempenho social e ambiental, com base em quatro princípios: integridade nos negócios, legado positivo, responsabilidade social e responsabilidade ambiental.

Foto: Divulgação/Brasil MineralFoto: Divulgação/Brasil Mineral