― Advertisement ―

spot_img

Comissão aprova projeto que abre novo prazo para recadastramento de armas de uso permitido ou restrito

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que abre prazo para o recadastramento, junto à Polícia Federal e...

Iema realiza aula inaugural da Formação em Educação Ambiental e Políticas Públicas

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) realizou, nessa quinta-feira (21), a aula inaugural da Formação em Educação Ambiental e Políticas Públicas – Metodologias Participativas. A formação é realizada pelo Iema, em parceria com a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) e a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), e conta com a participação dos municípios dos Consórcios ProdNorte, Caparaó, Guandu e CIM Noroeste.

A ação é mais uma etapa para fortalecer a gestão municipal, capacitando servidores públicos municipais em Educação Ambiental e Políticas Públicas. A formação terá, ao todo, 90 horas e é uma continuação das ações realizadas desde 2021, com 43 municípios participantes dos consórcios.

“A Educação Ambiental é a chave para despertar uma consciência coletiva sobre a importância do meio ambiente. Por meio dela, capacitamos as gerações presentes e futuras a agir como responsáveis por medidas sustentáveis. Com a formação, o Governo do Estado avança mais uma vez na parceria com os municípios”, afirmou o secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Felipe Rigoni.

“Com essa formação, daremos mais um passo para a elaboração de Políticas Municipais de Educação Ambiental. Essas políticas desempenham um papel fundamental na formação de cidadãos com consciência ambiental crítica. Que possamos trabalhar em conjunto e que cada município saia desta formação fortalecido e mais preparado para enfrentar os desafios ambientais que se apresentam”, destacou o diretor-geral do Iema, Alaimar Fiuza.

A gerente de Educação Ambiental do Iema, Anna Tristão, reforçou a importância da formação para alinhar os municípios na construção de suas políticas públicas de Educação Ambiental. “O Espírito Santo hoje já é uma referência no Brasil com esse trabalho que vem sendo desenvolvido. O curso é uma forma de ressignificar os municípios e fazer com que, de forma prática, consigam de fato caminhar e ter suas leis estabelecidas seguindo os preceitos das leis nacional e estadual”, explicou.

A aula inaugural, realizada de forma virtual, contou também com a participação da gerente de Educação Básica da Secretaria de Estado da Educação Básica da Secretaria da Educação (Sedu), Aldete Xavier; da gerente Escolar da Esesp, Viviane Maitan; do promotor do Ministério Público do Espírito Santo (MPES) e coordenador da Bacia do Itaúnas e São Mateus, Lélio Malacarne; da promotora e coordenadora temática da Educação Ambiental no MPES, Ana Carolina Oliveira; e do diretor do Centro Universitário Norte de São Mateus (Ceunes/Ufes), Luiz Antônio Favero, e do coordenador da Formação pela Ufes, Marcos Teixeira.

Desde 2021, os 43 municípios que integram os Consórcios ProdNorte, Caparaó, Guandu e CIM Noroeste estão participando de formações e oficinas de diagnóstico participativo para a Elaboração das Políticas Públicas Municipais Educação Ambiental. O trabalho está sendo feito com os órgãos gestores responsáveis pela Política Estadual de Educação Ambiental, incluindo o Iema, a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), a Sedu e o MPES.