― Advertisement ―

spot_img

Acidente entre carro e moto no Bambé

Um acidente foi registrado na manhã desta terça-feira (21), no bairro Bambé. Conforme mostra as fotos, o acidente foi entre uma motocicleta e um veículo...

Haddad reúne-se com Pacheco para tratar de reoneração dos municípios

Lula ficou irritado com vazamento de reunião no domingo (7.abr) e cancelou encontro; Haddad chegou às 10h50 na Fazenda

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, terá um almoço nesta 2ª feira (8.abr.2024) com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), na Residência Oficial do Senado. A pauta é a retirada da reoneração dos municípios da MP (medida provisória) 1.202/2023.

O almoço não está na agenda oficial de Pacheco e Haddad, mas a expectativa é de que seja às 13h. O tema provocou alfinetadas públicas entre Haddad e Pacheco na última semana. O ministro disse que não havia sido consultado sobre a retirada e que era necessário um pacto de todos os Três Poderes para ajustar as contas públicas. Pacheco rebateu e disse que não há irresponsabilidade fiscal na decisão.

O ministro da Fazenda enviou uma MP (medida provisória) em 28 de dezembro de 2023 para, entre outros temas, rever tanto a desoneração quanto a diminuição da alíquota com a contribuição previdenciária dos municípios. Ambas as medidas foram retiradas da MP 1.202 e serão discutidas via projeto de lei.

As mudanças na contribuição previdenciária serão analisadas, agora, no projeto de lei (1.027/2024) do líder do Governo na Câmara, o deputado José Guimarães (PT-CE).

Haddad cancelou a participação em evento do jornal Valor Econômico em São Paulo às 9h desta 2ª feira (8.abr.2024). O motivo: o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) convocou uma reunião de urgência no domingo (7.abr.2024) para tratar do comando da Petrobras. O Poder360 apurou que Lula teria ficado irritado com o vazamento do encontro na mídia e determinou seu cancelamento.

Haddad estava na capital paulista para participar do evento do Valor, mas pegou em voo depois do chamado do presidente. Ele pousou em Brasília por volta de 18h50 de domingo (7.abr). Sem a reunião, o ministro chegou ao Ministério da Fazenda por volta de 10h50 desta 2ª feira (8.abr.2024). Não constavam reuniões oficiais em sua agenda pública pela manhã.

Não é comum a vinda do ministro da Fazenda para Brasília aos domingos. Haddad costuma chegar à capital às segundas-feiras. Também tem histórico de chegar mais cedo no órgão que comanda.

Haddad participará de reunião com a presidente-executiva do Banco Santander, Ana Botín, ao lado de Lula no Palácio do Planalto. Será às 15h. Voltará a se encontrar com o presidente às 18h.

A ida urgente de Haddad à Brasília é feita em um momento de tensão com a possível saída do presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, do cargo. O presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Aloizio Mercadante, é o principal cotado para assumir a vaga.

Mercadante é formado pela Unicamp e tem perfil heterodoxo na economia. Chegou a dizer que a inflação no Brasil tinha acabado com o Plano Cruzado, em 1986. Em 1994, criticou o Plano Real.

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, quer trocar o comando da Petrobras. Não está satisfeito com Jean Paul. As ações ordinárias da empresa (PETR3) caíam 0,36% às 10h50. As preferenciais (PETR4) recuavam 0,05% no mesmo horário.

 

Haddad reúne-se com Pacheco para tratar de reoneração dos municípios