― Advertisement ―

spot_img

Drone é utilizado para proteger ninhos de tartarugas em praias do Espírito Santo

As praias do Espírito Santo abrigam ninhos de tartarugas durante todo o período reprodutivo, que vai de setembro até março. Os ovos são colocados nas areias, os ninhos são protegidos e placas de orientação avisam os banhistas que o local é uma área de reprodução. Mas, por causa de inúmeros flagrantes de carros desrespeitando as normas, as fiscalizações agora contarão com reforço e serão realizadas até com drones. A reportagem é de Rosi Bredofw, da TV Gazeta.

Quem for flagrado com veículos circulando na praia ou em área de restinga pode pagar multa que varia de R$ 8 a R$ 80 mil.

Em Guriri, balneário da cidade de São Mateus, no Norte do estado, estacas de madeira foram colocadas para fechar acessos de veículos as praias para tentar evitar estragos. O balneário é uma área prioritária para desova das tartarugas.

“Aqui é uma área prioritária de desova de tartarugas marinhas no Brasil. O trânsito de veículos é proibido por conta também dos ninhos. Passar por cima compacta os ninhos e prejudica até os filhotes que estão nascendo. Passar um carro pode esmagar filhotes”, explicou a analista ambiental do ICMBIO, Kelly Bonach.

Placas já avisam banhistas que a passagem de veículos nas praias em Guriri, Espírito Santo, é proibida

Placas já avisam banhistas que a passagem de veículos nas praias em Guriri, Espírito Santo, é proibida

Mas o número de flagrantes é constante. A consequência dessa atitude leva a morte de filhotes de tartarugas marinhas.

Em um ponto da praia, o dono da área foi orientado pelo Ministério Público para fechar o acesso, e a solução encontrada foi a instalação de manilhas. Além disso, a tecnologia vira aliada para preservação dos ninhos.

“A gente tem um drone para facilitar, porque a gente tem essa visibilidade da faixa de areia. O papel da fiscalização não é punitivo, ele é de educação. A gente quer que as pessoas utilizem a praia, mas que preservem”, comentou a agente fiscal da Prefeitura, Maria Julia Santos Gomes.

Centro Tamar registra mortandade de filhotes em locais de passagens de veículos na areia

Centro Tamar registra mortandade de filhotes em locais de passagens de veículos na areia

A Prefeitura de São Mateus informou que está utilizando dois drones na fiscalização da orla de Guriri. No ano passado, apenas um equipamento foi utilizado e, ainda assim, em situações pontuais.

Neste verão, pela primeira vez, dois equipamentos estão sendo utilizados desde o início da temporada. Eles sobem a 150 metros de altura, ajudando a otimizar o trabalho das equipes de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente.

No lado norte da Ilha de Guriri existe uma base do projeto Tamar, que iniciou suas atividades no local em outubro de 1988, atuando na pesquisa, controle e preservação das tartarugas marinhas, monitorando e protegendo os locais de desova, ao longo do litoral.

Registros de mortes de filhotes de tartarugas foram feitos pelo Centro Tamar, em Guriri. O centro e outros órgãos firmaram um acordo com o Ministério Público de orientação e fiscalização para evitar novas mortes.

“A gente trabalha com as instituições para ver qual é a melhor forma que elas podem ajudar a fechar essas entradas, cercar as restingas para diminuir o acesso, fazer educação ambiental. Então, o Centro Tamar atua também na praia fazendo essa sensibilização com os voluntários da base”, pontuou Kelly.

Flagrantes de veículos na área da praia feitos pelas equipes de fiscalização

Flagrantes de veículos na área da praia feitos pelas equipes de fiscalização

Nesse acordo também está a Secretaria de Meio Ambiente de São Mateus.

“A responsabilidade do município e intensificar as fiscalizações nas praias com a nossa equipe de fiscalização junto com equipes dos outros órgãos ambientais. Durante o verão, isso é mais intensificado nos finais de semana e nos períodos de maior aglomeração de pessoas”, disse o Secretário de Meio Ambiente, Ricardo Louzada.

Dólar: moeda atingiu R$ 5,00