― Advertisement ―

spot_img

Carro bate em veículo estacionado e capota em Montanha

  Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que um carro bate de frente com outro veículo que estava estacionado, na rua José...

Suspeito de homicídio é preso em São Gabriel da Palha

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da equipe de policiais civis da Superintendência da Polícia Regional Norte (SPRN), efetuou a prisão, na noite dessa segunda-feira (19), de um homem de 19 anos, em São Gabriel da Palha. Ele estava sendo procurado em razão de um mandado de prisão relacionado a um homicídio ocorrido em Guriri, São Mateus, no dia 15 de agosto de 2022.

Após receber informações sobre o paradeiro do suspeito, as equipes da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus, juntamente com a Subsecretaria de Inteligência Prisional da Polícia Penal e a Delegacia de Polícia (DP) São Gabriel da Palha, localizaram o suspeito no bairro Santa Cecília, em São Gabriel da Palha.

Ao chegar ao endereço, o procurado foi abordado e informado sobre o mandado de prisão em seu desfavor. Ele foi conduzido para o Plantão da 17ª Delegacia Regional de Nova Venécia, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão e, posteriormente, encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP).

O crime:
Por volta das 21h30, do dia 15 de agosto de 2022, a Polícia Militar (PMES) foi acionada para verificar a informação de que um homem havia sido alvejado por disparos de arma de fogo quando chegava em sua residência em Guriri, São Mateus. A vítima de 28 anos teve o óbito confirmado no local do fato. Populares disseram não terem visto os autores do crime, apenas ouviram barulhos de motocicletas e, em seguida, os disparos.

Segundo o titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus, delegado Isaac Gagno, o inquérito já foi concluído e a autoria é atribuída a três pessoas. Além do homem de 19 anos, dois irmãos, sendo um adolescente.

Segundo o delegado, os maiores estão presos e o adolescente ainda não foi apreendido. O homem de 19 anos confessou todo o crime. A motivação teria sido uma dívida e desentendimento da vítima com os suspeitos.

Texto: Olga Samara Gomes