― Advertisement ―

spot_img

Ibovespa fecha em queda de 0,58% e começa a quarta-feira aos 123,7 pontos

  O Ibovespa (índice da bolsa de valores brasileira) caiu 0,58% e fechou a terça-feira(28) a 123,7 mil pontos. A alta da inflação de consumo...

Raiva Humana: Quando se preocupar e o que fazer para prevenir?

A raiva é uma doença rara, mas muito grave, que mata entre 8 e 9 pessoas a cada 10 que ficam doentes. Ela é causada por um vírus transmitido pela mordida ou arranhão de animais contaminados. O vírus leva dias a semanas para percorrer a distância do local do ferimento até o cérebro, quando então a pessoa começa a sentir os sintomas.

No Brasil, são raros os casos de raiva humana, os poucos casos que ocorreram nos últimos 10 anos a maioria foram causados devido à mordida de morcegos, e raramente por macacos, cachorros e gatos, já que o Brasil possui um ótimo programa de vacinação contra a raiva para animais domésticos.

Sintomas 

No início os sintomas se assemelham a um resfriado, mas a pessoa doente começa a ficar confusa, ficar agressiva, alucinações, insônia e a dificuldade para ingerir líquidos. O tratamento serve justamente para aliviar esses sintomas pois ainda não há tratamento específico para a raiva, por isso, a prevenção é fundamental.

Prevenção 

A raiva humana é transmitida através da saliva dos animais infectados, principalmente por meio da mordida, mas também pode ser transmitida por arranhões e lambidas desses animais em locais com simples machucados.

Acariciar, ter contato com fezes ou urina de animais infectados não transmite a raiva e não são consideradas exposições preocupantes para a raiva.

Para os veterinários, a prevenção é feita através de vacinas antes da exposição;
Já para as pessoas que se envolveram em acidentes com animais de risco, como mordidas, arranhões ou lambidas em pele machucada, a prevenção pós-exposição é feita com cuidados adequados nas feridas e administração da vacina e soro antirrábico.

O que fazer após mordida ou exposição?

Em primeiro lugar o ferimento deve ser sempre super limpo com água e sabão e deve imediatamente procurar o atendimento médico. Se você for mordido por um gato ou cachorro, é importante verificar se o animal é vacinado contra a raiva e garantir que vai conseguir observar o comportamento desse animal nos próximos 10 dias, isso porque os cães e gatos começam a eliminar o vírus da raiva de 2 a 5 dias antes de começarem a ter sintomas da doença. A morte do animal acontece geralmente entre 5 a 7 dias após apresentarem os sintomas. 

Se o animal que mordeu a pessoa permanecer vivo e saudável pelos 10 dias após o ocorrido não tem a necessidade de realizar a vacinação da vacina antirrábica. Já se o animal não puder ser observado ou apresentar alterações no comportamento ou adoecer nesse período, o médico provavelmente irá iniciar o tratamento, que consiste na vacina para raiva e às vezes o soro antirrábico. No caso de mordida de animais silvestres (macacos, raposas, morcegos, etc.), a vacina e o soro são sempre indicados. 

Para mais informações, assista ao vídeo no canal Doutor Ajuda no youtube

 

Foto: Reprodução/Canal Doutor AjudaFoto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda