― Advertisement ―

spot_img

Mutirão de Atendimento em Oftalmologia é realizado pela primeira em Barra de São Francisco

Teve início na manhã desta segunda-feira (4) e segue até o final de semana, pela primeira vez na história do município o Mutirão de Atendimentos de Oftalmologia realizado pela prefeitura de Barra de São Francisco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). Este mutirão é mais uma grande conquista do prefeito Enivaldo dos Anjos com apoio do deputado estadual Mazinho dos Anjos, junto ao Governo Renato Casagrande, bem como do competente secretário Elcimar de Souza Alves.

Com uma previsão de cerca de 800 atendimentos, o mutirão pretende zerar a demanda por consultas e exames no município. Uma grande equipe do Programa Saúde Fácil para a área oftalmológica da Região Norte de Saúde da Sesa, sediada na cidade de Conceição da Barra, formada por médico oftalmologista, auxiliares de consultórios e demais funcionários, participam do mutirão, que está sendo realizado na Unidade de Saúde Alvino Campos (Pavilhão), localizado no Centro de Barra de São Francisco e contemplará encaminhamentos pré-agendados pelos postos de saúde dos bairros e distritos do município.

Segundo o secretário de saúde do município, Elcimar de Souza Alves, o objetivo é evitar que os pacientes tenham que se deslocar até Conceição da Barra para realizar consultas e exames de oftalmologia. Ele falou da alegria de receber esse mutirão de atendimento dentro de Barra de São Francisco. “É uma alegria para nós, enquanto secretário municipal de saúde, vendo esse mutirão acontecer aqui em Barra de São Francisco. É uma quantidade muito grande de pacientes de oftalmologia que serão atendidos aqui durante essa semana. São pacientes que se nós não trouxéssemos o mutirão para Barra de São Francisco, eles seriam destinados para Conceição da Barra. Haveria um desgaste de transporte, pelo tempo na estrada, um tempo de espera no hospital. Enquanto isso o paciente vindo para Barra de São Francisco, ele é atendido com muito mais comodidade. A gente foca, buscando sempre trazer o atendimento para mais próximo do paciente”, ressaltou Elcimar Alves.

O subsecretário de saúde do município Rubens Felipe Delazari Mendonça, também destacou como principal objetivo evitar que os pacientes, moradores de Barra de São Francisco, tenham que se deslocar até conceição da Barra para consultas de oftalmologia. “Nós iremos atender aproximadamente 800 pessoas que já aguardavam na fila nos últimos meses e nós juntamos em uma parceria com a Superintendência Regional de Saúde para executar esse mutirão de saúde de oftalmologia, o qual será de grande benefício a todos. Então, tirar essas pessoas das estradas, trazer para mais perto de casa e ter o benefício de executar esse serviço gratuitamente pelo poder público municipal em parceria com a Superintendência Regional de Saúde é muito importante e gratificante”, afirmou Delazari.

A Coordenadora da Unidade de Saúde Fácil de Oftalmologia, sediada em Conceição da Barra, que coordena o mutirão em Barra de São Francisco, Selma Loures da Paixão Ataide, explicou como funciona o processo do atendimento no mutirão que está sendo realizado na Unidade Saúde de Alvino Campos.

“Eles passam pela primeira triagem no atendimento e pelo cadastro, onde são recepcionados, fazem a dilatação do olho para seguir para os exames e dos exames, os pacientes seguem em direção ao consultório para o médico fazer o diagnóstico dele. Com o diagnóstico realizado, ele segue para a área do fechamento. O que o médico solicitou, ali mesmo ele já é encaminhado para fazer um exame, uma cirurgia ou para fazer um óculo. O paciente já sai daqui com um direcionamento para o que precisa ser feito. Então, isso é um caminho que ao invés da gente prolongar, a gente encurta. O nosso serviço, ele é feito para facilitar o atendimento do nosso paciente”, explicou Loures, que também elogiou a estrutura da Unidade de Saúde Alvino Campos, que facilitou a montagem das salas de atendimentos e o consultório com os equipamentos para o trabalho do médico especializado em oftalmologia.

Pascoal Rubens Conti, médico oftalmologista responsável pelas consultas do mutirão, veio de São Paulo para atender em Barra de São Francisco. Ele possui 40 anos de experiência e explicou a necessidade das pessoas procurarem o oftalmologista. “É muito importante, porque você faz vários diagnósticos principalmente de cataratas, glaucoma, alguma criança que não enxerga bem. Então tem que fazer uma geral, que é normal. Todo mundo precisa fazer. Nasceu precisa fazer e depois de ano em ano acompanhar. Mesmo não sentindo nada, tem que ir no oftalmologista”, enfatizou.

Pacientes que esperavam pelos atendimentos estavam felizes pela oferta gratuita da consulta. Uma delas era a senhora Anita Batista Souza Faustino, de 71 anos, moradora do Centro. “Isso ajuda demais a população, porque é um desgaste físico, emocional e financeiro também, porque ninguém vai para lá sem nenhum tostão no bolso para fazer lanche e quando a gente é atendido na própria região da gente é muito bom. Gostaria de agradecer ao prefeito, junto com o secretário de saúde, que dispôs esse atendimento para a população. Isso é muito gratificante”, agradeceu Faustino.

Dona Almerinda Rodrigues Pinheiro dos Reis de 55 anos, moradora do Bairro Nova Barra, que recebeu cirurgia de retirada de cataratas dos dois olhos em Conceição da Barra e estava acompanhando o seu esposo no atendimento do mutirão, citou a dificuldade que era ter que se deslocar até lá para receber atendimento de oftalmologia. “É muito bom esse atendimento aqui, porque é muito difícil a gente acordar de madrugada, mesmo tendo o ônibus que nos leva e nos traz, mas a gente tem que gastar dinheiro para pagar taxi para nos trazer de madrugada. O atendimento lá é muito bom, mas aqui é mais próximo, por isso quero agradecer a todos que estão trabalhando para esse mutirão acontecer aqui hoje,” agradeceu ela.

Para hoje estavam agendados 120 pacientes que ao todo somarão cerca de 800 atendimentos até a próxima sexta-feira, quando encerrará o mutirão. A coordenadora do programa Selma Loures pede que os pacientes agendados não faltem as consultas do mutirão.