― Advertisement ―

spot_img

Dormir bem: qual é a importância do sono para a nossa saúde?

Com a vida cada vez mais acelerada, muitas vezes negligenciamos o sono, mas a ciência tem mostrado que um bom descanso é essencial para...

Mais que endorfina: atividade física pode beneficiar o trabalho

A prática regular de atividade física é um hábito frequentemente indicado pelo Ministério da Saúde como benéfico para a saúde e o bem-estar do corpo humano. O que poucos sabem, no entanto, é que os benefícios dos exercícios físicos podem ser percebidos em diferentes áreas da vida, inclusive no dia a dia de trabalho. 

Pesquisas apontam que profissionais que incluem atividades esportivas em suas rotinas adquirem muito mais que endorfina, como também mais produtividade, memória e outras habilidades cognitivas úteis. Por esse motivo, estimular a prática de exercícios físicos tem se tornado uma tendência entre corporações que investem cada vez mais em benefícios corporativos ligados a bem-estar e premiações para estimular os funcionários a se manterem ativos. 

Como estimular a prática de atividades físicas entre os funcionários 

Estimular a prática de atividades físicas pode ser benéfico para os colaboradores e também para os empregadores. Essa postura no ambiente de trabalho pode ser feita de forma prática e transparente por meio de estratégias simples associadas à cultura organizacional da empresa. 

Invista em benefícios 

Os benefícios corporativos, como cartão refeição, vale-alimentação e flexíveis, são considerados motivadores e ainda oferecem suporte financeiro aos colaboradores. No caso das atividades físicas, os empregadores também podem adotar esse tipo de estratégia e usá-la como estímulo aos funcionários. 

Atualmente, existem benefícios associados à qualidade de vida e ao bem-estar. Alguns contemplam a prática de atividades físicas, incluindo diferentes modalidades esportivas para pessoas de idades e preferências diferentes. 

O plano de academia, por exemplo, possibilita que o colaborador se exercite no espaço mais próximo de casa ou do trabalho, pagando um preço fixo mensal. O diferencial desse tipo de benefício é que o valor não muda, mas o funcionário pode variar na modalidade escolhida e até mesmo na academia, desde que elas estejam incluídas no plano escolhido. 

Vale lembrar que, ao escolher um novo benefício corporativo, a empresa precisa também investir em treinamentos que expliquem a funcionalidade e tirem as dúvidas dos colaboradores. 

Adote palestras e treinamentos sobre saúde e bem-estar 

Um dos primeiros passos para incentivar os colaboradores a aderirem à prática de exercícios físicos é mostrá-los a importância desse hábito no dia a dia. Na maioria das vezes, as pessoas acabam associando as atividades físicas a ganho de força e perda de peso e esquecem que elas também podem ser aliadas para a saúde e qualidade de vida. 

Portanto, as empresas podem conscientizar funcionários por meio de palestras e treinamentos com foco em todos os assuntos relacionados à saúde. Pode ser interessante convidar profissionais da área da educação física, nutricionistas e médicos para falar dos benefícios de praticar exercícios. 

Outro detalhe que pode fazer a diferença para conscientizar os colaboradores é a presença de pessoas que tiveram ganhos na saúde após a prática de atividade física. Para aproximar ainda mais os funcionários e mostrá-los que o relato é real, pode ser interessante buscar por funcionários da na empresa que tiveram a vida impactada por aderir a esse hábito. 

Aposte em premiações 

Para manter os funcionários motivados a se exercitarem, as empresas podem aderir a premiações. Essa estratégia deixa o ambiente mais descontraído, ajuda a relembrar a importância das atividades físicas e ainda incentiva os colaboradores. 

A ideia das premiações é oferecer recompensas aos funcionários que mais se exercitaram no mês. Entre os prêmios estão produtos interessantes para o colaborador, saldo extra nos benefícios corporativos ou bolsas de cursos. 

O que dizem as pesquisas?

Um estudo feito pela Universidade de Bristol, com 200 pessoas no Reino Unido, mostrou o impacto imediato dos exercícios físicos sobre a produtividade. A pesquisa avaliou os participantes por um dia com atividades físicas e o outro sem. Nos dias de treino os resultados foram positivos: os integrantes mostraram poder maior de concentração de 21%, 41% demostraram mais motivação para trabalhar e 25% terminaram as tarefas do dia antes do tempo. 

Um estudo da Universidade da Georgia também apontou benefícios relacionados à prática esportiva. Segundo a organização, se exercitar pode ajudar a proteger as habilidades cognitivas à medida que uma pessoa envelhece. Além disso, a universidade revelou que o impacto dos exercícios físicos no cérebro é muito importante, pois melhoram suas funções executivas, aquelas relacionadas a habilidades de associação de informações, de planejamento, memória e até de lidar com distrações. 

Já a Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, associou a prática de exercícios físicos a melhoras na saúde física, mental e no bem-estar, o que pode impactar diretamente no dia a dia do trabalho e nas relações interpessoais.