― Advertisement ―

spot_img

Jorge & Mateus pode ser a atração da festa da cidade de Águia Branca

A dupla Jorge & Mateus pode ser a principal atração da festa da cidade de Águia Branca em 2024. O SiteBarra tentou contato com...

Governo Federal reprime extração ilegal de madeira em Unidade de Conservação

Realizada pela Polícia Federal e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) entre os dias 17/7 e 22/7, a Operação Bertholletia teve como objetivo reprimir o desmatamento ilegal, a extração irregular de madeira e a invasão de terras públicas no interior da Reserva Extrativista Arapixi (Resex Arapixi), no Amazonas.

Os órgãos empregaram avançadas geotecnologias de sensoriamento remoto e utilizaram imagens de satélite de alta resolução espacial e temporal. Tais ferramentas possibilitam a atuação precisa e eficaz das instituições federais na identificação de pontos de ocorrência de crimes ambientais, proporcionando melhor atuação na retirada de invasores e desestruturação da infraestrutura empregada para cometimento de crimes.

RESERVA – A Reserva Extrativista Arapixi foi criada a partir de solicitação das comunidades residentes na região, que se viam ameaçadas na segurança da posse de suas terras. A unidade foi criada no município de Boca do Acre (AM), por Decreto Presidencial de 21 de junho de 2006. Possui aproximadamente 134 mil hectares e tem papel fundamental na preservação do meio ambiente e no desenvolvimento sustentável da região amazônica.

OPERAÇÃO BORDA DE PROTEÇÃO III – A Polícia Federal, em ação conjunta com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), deflagrou a Operação Borda de Proteção III, entre os dias 19/7 e 21/7, com atuações na Terra Indígena Karipuna e no Parque Nacional do Mapinguari, em Rondônia, com o objetivo de reprimir crimes ambientais. Em Karipuna, foram encontrados e inutilizados dois acampamentos que funcionavam como base para o desmatamento da área protegida.

Já no Parque Nacional do Mapinguari, local em que ocorria extração ilegal de ouro, foi verificada uma grande área de devastação ambiental, em que a mineração era praticada sem autorização dos órgãos responsáveis. Na ocasião, foram inutilizados oito acampamentos, nove motores de dragagem, quatro geradores de energia elétrica e uma embarcação com motor de dragagem acoplado.

319c9dcc-2311-4c8f-99c1-b9aa7e666307.jpeg

Foto: Divulgação/Polícia Federal