― Advertisement ―

spot_img

Refugiados compartilham histórias e vivências em feira no Rio

A libanesa Farah Al Najjar está há 3 anos no Brasil; o venezuelano Alejandro Echezuria, há 7 anos; e, o congolês Alfred Camara...

Governo do Estado entrega ensacadoras de silagem

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), entregou, na tarde dessa quarta-feira (20), 24 ensacadoras de silagem para atender os pecuaristas do interior. Os equipamentos foram distribuídos para 19 municípios, atendendo a 2.100 pecuaristas, e cinco cooperativas da região sul. Os investimentos alcançaram R$ 168 mil. Na ocasião, também foi realizado o ‘Dia Especial’ sobre silagem, com palestras e orientações sobre o uso dos equipamentos.

As máquinas ensacadoras e compactadoras de silagem entregues são equipamentos que vão auxiliar o produtor rural na armazenagem agrícola, com a função de separar e envasar a silagem. Com o silo ainda fechado ou em fardos lacrados, em média, a durabilidade da silagem é de 18 a 24 meses, ou seja, um período longo que permite que o produtor ofereça volume ao rebanho durante toda a época de seca do ano com tranquilidade. Quando bem-feita, o valor nutritivo da silagem é semelhante ao material de origem.

Atualmente, o Espírito Santo produz cerca de 1 milhão de litros de leite por dia, o que representa cerca de R$ 727 milhões anuais de faturamento, com cerca de dez mil produtores de leite. Apesar de ser a segunda atividade mais presente nas propriedades rurais capixabas, só ficando atrás da produção de café, a produção de leite no Espírito Santo vem decrescendo nos últimos anos, fruto de uma baixa produtividade nas fazendas.

A entrega faz parte do Programa de Desenvolvimento Sustentável da Cadeia do Leite, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Agricultura. O objetivo é proporcionar melhores condições para o produtor rural poder investir na alimentação do gado leiteiro e, dessa forma, fomentar o aumento da produção e da produtividade do leite nas propriedades rurais capixabas. 

“É uma ação importante do Governo do Estado planejada no nosso programa de Desenvolvimento Sustentável da Cadeia do Leite. Completamos hoje a entrega de mais 24 ensacadoras de forragem para reservar alimento para pecuária leiteira no período seco. Um equipamento totalmente adequado à produção familiar. Vamos dar a mão para aquele produtor que queira confiar na sua atividade, com ciência e tecnologia, assistência técnica, genética e máquinas”, ressaltou Bergoli.

O produtor rural de Rio Novo do Sul, João Martins falou sobre a importância da entrega. “Eu tenho 90 anos e são muitos anos ligado à agricultura. Infelizmente nunca tivemos equipamentos agrícolas para facilitar o trabalho do agricultor familiar. Nós vivíamos num país onde ou tinha uma enxada ou era um trator. Essa entrega hoje é uma conquista do agricultor familiar. O pequeno produtor rural tem uma pequena propriedade e não pode ter um trator ou uma grande ensiladeira, e esse equipamento será muito útil e é uma conquista do produtor rural e demais cooperativas. Estamos muito felizes”, ressaltou.

Os equipamentos entregues são fáceis de usar, requerendo pouca manutenção e podem ajudar a reduzir o custo de produção e os custos de armazenamento. “Esperamos que os benefícios à nutrição, produção e bem-estar dos animais sejam observados já nos próximos meses, visto a proximidade do período de seca, que é quando ocorre a escassez de alimento nas pastagens”, afirmou o coordenador de Produção Animal da Seag, Filipe Barbosa Martins.

Os seguintes municípios foram contemplados com a entrega dos equipamentos: Afonso Cláudio, Alegre, Alfredo Chaves, Anchieta, Atílio Vivácqua, Bom Jesus do Norte, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Itapemirim, Itarana, Jerônimo Monteiro, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Muqui, Santa Leopoldina, Rio Novo do Sul e Vargem Alta.

Além disso, receberam o equipamento as seguintes associações: Cooperativa de Laticínios de Mimoso do Sul (Colamisul); Cooperativa Agrária Vale do Itabapoana (Cavil); Cooperativa de Laticínios Guaçuí (Colágua); Cooperativa de Laticínios de Alfredo Chaves (CLAC); e Cooperativa de Laticínios Selita.

Programa de Desenvolvimento Sustentável da Cadeia do Leite

A ação faz parte do Programa de Desenvolvimento Sustentável da Cadeia do Leite, lançado no último ano. No final de fevereiro, a Seag já havia repassado 16 desses equipamentos para uso coletivo do norte do Estado, com investimento de cerca de R$ 112 mil, atendendo mais de 1.400 produtores de leite. A primeira entrega atendeu os municípios de Águia Branca, João Neiva, Nova Venécia, Alto Rio Novo, Laranja da Terra, Ponto Belo, Baixo Guandu, Montanha, Santa Teresa e Barra de São Francisco.

Ao todo, o Governo do Estado destinou R$ 280 mil para a aquisição de 40 ensacadoras de forragem.