― Advertisement ―

spot_img

Covid-19: nova vacina começa a ser aplicada em PE

Assim como o vírus da gripe vai sofrendo mutações ao longo do tempo, o Sars-CoV-2, que causa a Covid-19, também. Por isso, a cada...

Dia D de vacinação contra Influenza acontece neste sábado (13)

Os mais de 1,5 milhão de capixabas que pertencem aos 18 grupos prioritários da Campanha de Vacinação contra a Influenza e que ainda não se imunizaram terão a oportunidade de colocar a dose em dia neste sábado (13), quando acontece em todo o Espírito Santo o dia “D” de mobilização —, que foi pactuado em Comissão Intergestores Bipartite (CIB), por meio da Resolução CIB Nº 39/2024.

A campanha tem como objetivo reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza. A expectativa é de que o Estado possa superar a cobertura de 56,50% dos grupos prioritários do ano anterior, alcançando a meta preconizada pelo Ministério da Saúde (MS), que é de 90% até o final da campanha. Até o momento, entretanto, a cobertura vacinal é de 11,5%.

Além da pactuação do dia “D” de mobilização, os municípios também foram orientados a possibilitar a vacinação dos demais imunizantes do Calendário Vacinal. A campanha de vacinação contra a gripe teve início no dia 18 de março no Estado. As doses estarão disponíveis nas mais de 700 salas de vacinação nos 78 municípios capixabas.

Podem se vacinar contra a gripe:

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;

Crianças indígenas de 6 meses a menores de 9 anos;

Trabalhadores da Saúde;

Gestantes;

Puérperas;

Professores dos ensinos Básico e Superior;

Povos indígenas;

Idosos com 60 anos ou mais;

Pessoas em situação de rua;

Profissionais das forças de segurança e de salvamento;

Profissionais das Forças Armadas;

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade);

Pessoas com deficiência permanente;

Caminhoneiros;

Trabalhadores do transporte rodoviário coletivo (urbano e de longo curso);

Trabalhadores portuários;

Funcionários do sistema de privação de liberdade;

População privada de liberdade, além de adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas (entre 12 e 21 anos).

Cálculo da cobertura vacinal

Para o cálculo de cobertura vacinal contra a gripe, levam-se em consideração os grupos de maior taxa de complicações, internações e mortalidade. São eles: crianças de 6 meses a menores de 6 anos, povos indígenas, gestantes, puérperas e idosos. Com a meta vacinal de 90% preconizada pelo Ministério da Saúde, o Estado alcançou em 2023 a cobertura de 56,50%.

Em 2023, as coberturas por grupos foram:

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos: 59,76% (meta 90%)

Indígenas vivendo em terras indígenas: 77,39% (meta 90%)

Gestantes: 68,68% (meta 90%)

Puérperas: 37,11% (meta 90%)

Trabalhadores de saúde: 52,37% (meta 90%)

Professores: 39,26% (meta 90%)

Idosos (60 anos ou mais): 57,27% (meta 90%)

Cobertura total: 56,50% (meta 90%)

Para os demais grupos, é monitorado o número de doses aplicadas. Ao todo, somando os grupos com meta (653.272 doses) e demais grupos prioritários (651.914 doses), o Estado totalizou 1.305.186 doses aplicadas em toda a campanha.