― Advertisement ―

spot_img

Ibovespa fecha em queda de 0,58% e começa a quarta-feira aos 123,7 pontos

  O Ibovespa (índice da bolsa de valores brasileira) caiu 0,58% e fechou a terça-feira(28) a 123,7 mil pontos. A alta da inflação de consumo...

Feijão e milho: Incaper distribui sementes melhoradas e orienta agricultores para cultivo

Um projeto do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) vai ampliar o acesso de agricultores familiares a sementes de feijão e milho de variedades geneticamente melhoradas.

Por meio da iniciativa, em fevereiro, começaram a ser distribuídas sementes da cultivar de feijão-preto “Emcapa 404 – Serrano”, indicada para a região serrana do Estado. Já foram contemplados produtores de Venda Nova do Imigrante e de Domingos Martins.

A distribuição é feita a partir do projeto “Influência socioeconômica da indicação de variedades selecionadas de milho e feijão para agricultura familiar do estado do Espírito Santo”, conduzido pelo pesquisador do Incaper, Luiz Fernando Favarato, que é coordenador do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (CPDI) Serrano.

“Na primeira etapa, nos dedicamos à produção das sementes no CPDI Serrano. Agora, iniciamos a distribuição, em articulação com os escritórios do Incaper nos municípios, que são responsáveis por mobilizar os produtores para a entrega das sementes”, explica Favarato.

A variedade de milho a ser distribuída é a ‘ES 204 Imperador’. Uma primeira leva das sementes será entregue a produtores do município de Montanha na próxima semana, mas a previsão é de que a distribuição seja intensificada a partir de setembro.

De acordo com Favarato, com as amostras recebidas, os agricultores poderão multiplicar as sementes melhoradas de feijão e milho. “Com poucos cuidados, eles conseguem produzir a sua própria semente e não precisarão comprá-las todos os anos. Assim, passam a ter um material genético selecionado, adequado para a sua região, tolerante a pragas e mais produtivo”, destaca o pesquisador.

Outro objetivo do projeto é traçar um perfil dos produtores que estão recebendo as sementes. “Aplicamos um questionário para saber os métodos de cultivo que o produtor usa, o tamanho da área dedicada à plantação, as variedades que ele vem utilizando, se tem a assistência técnica, se ele vende o que produz, se usa para consumo próprio, se tem pretensão de vender. Enfim, fazemos um diagnóstico da produção”, informa Favarato.

Financiado pelo Banco de Projetos de Pesquisa da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), o projeto ainda garante orientações técnicas aos produtores. “Os extensionistas do Incaper e a bolsista do projeto fazem as recomendações de plantio, de espaçamento, entre outras ações de assistência, para ajudar os agricultores a terem sucesso no cultivo desses materiais selecionados”, complementa.

Saiba mais sobre os materiais que estão sendo distribuídos

‘EMCAPA 404 – SERRANO’

Lançada para as regiões produtoras acima de 300 metros de altitude, a cultivar de feijão-preto atendeu à demanda por uma solução para as altas perdas que vinham sendo causadas pela antracnose, principal doença do feijoeiro em locais de temperaturas mais baixas, como a Região Serrana do Estado. Além de resistente à antracnose e apresentar boa produtividade, o ‘Emcapa 404 – Serrano’ é tolerante às principais doenças da cultura.

‘ES 204 IMPERADOR’

A variedade ‘ES-204 Imperador’ é uma cultivar de milho obtida pelo Incaper, por meio de diferentes estratégias de melhoramento genético. Essa variedade apresenta alta produtividade, boa estabilidade de produção, bom empalhamento de espiga, tolerância às principais doenças foliares e de grãos e ao acamamento e quebramento de planta. Por ser uma variedade, a ‘ES-204 Imperador’ é mais rústica, apresenta custo de semente cerca de 50% menor que os híbridos e tem a grande vantagem de permitir que suas sementes sejam utilizadas em novos plantios.

Engasgo em adultos: o que fazer?