― Advertisement ―

spot_img

Carro bate em veículo estacionado e capota em Montanha

  Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que um carro bate de frente com outro veículo que estava estacionado, na rua José...

Foragido da Justiça acaba morto em confronto com a PM em cidade do Norte do ES

 

Um homem de 31 anos, identificado como Carlos Vinicius Ferreira das Neves, morreu em um confronto armado com policiais militares no início da madrugada desta quarta-feira (5),  no bairro Fátima, em Aracruz, no Norte do Espírito Santo.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe da Força Tática recebeu informações de que um foragido da Justiça oriundo da Grande Vitória estaria em uma casa bairro Fátima e que o suspeito estaria armado. Ao notar a presença policial, Carlos Vinicius saiu da casa de dois andares com uma arma em punho, e seguiu para um Fiat Uno que estava estacionado no pátio de uma igreja.

Segundo a PM, um policial deu voz de abordagem ao criminoso que atirou em direção a face do militar, que revidou ao ataque. O suspeito, segundo o relato policial, seguiu atirando, momento em que os policiais que atuaram na ocorrência dispararam em direção ao foragido até que cessasse o ataque. Após o suspeito ser baleado e cair no chão, os militares pararam de atirar. A PM informou que o homem foi socorrido com vida pelos policiais, mas foi a óbito.

Com o indivíduo foi encontrada uma pistola calibre 9mm carregada com 14 munições e um carregador com 17 munições, e no carro dele havia dois canivetes, duas facas, uma besta com uma flecha e uma nota de um dólar. Ao verificar o nome do suspeito no sistema, foi constatado que havia um mandado de prisão em aberto. Segundo o Boletim de Ocorrência obtido pela reportagem, já havia denúncia contra o suspeito dando conta de que ele estava planejando matar dois policiais civis de Aracruz.

A Polícia Civil informou que o fato será investigado por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Aracruz. O corpo do suspeito foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.