― Advertisement ―

spot_img

Colatina: mulher é morta e adolescentes são baleadas por falsos policiais

Uma mulher de 39 anos, identificada como Katiany Ferreira Will, foi assassinada a tiros na madrugada desta terça-feira (21), após dois suspeitos encapuzados arrombarem...

ES: detentos são encontrados assassinados dentro de presídio de segurança máxima

 

As vítimas são: André Luiz Santa Clara Ribeiro, que estava preso desde 2017 pelos crimes de ameaça, resistência, tráfico de drogas, corrupção de menores e homicídio, e Melquisedeque Pereira de Souza, preso desde 2011 por porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, roubo, homicídio, resistência e desobediência.

Sob a proteção do Estado, dois detentos foram encontrados assassinados por arma branca na manhã de sábado (27), na Penitenciária de Segurança Máxima (PSMA 1) de Viana, no Espírito Santo. As vítimas foram identificadas como André Luiz Santa Clara Ribeiro, que estava preso desde 2017 pelos crimes de ameaça, resistência, tráfico de drogas, corrupção de menores e homicídio, e Melquisedeque Pereira de Souza, preso desde 2011 por porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, roubo, homicídio, resistência e desobediência. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), responsável pela administração do sistema prisional capixaba.

De acordo com informações, os internos foram executados com uma arma branca conhecida como “chucho”, que possui uma ponta afiada.

Em nota, a Sejus informou que “as causas das mortes já estão sendo apuradas pela Polícia Civil (PC), com o apoio da Polícia Penal do Espírito Santo”. A Secretaria da Justiça dissse que lamenta o ocorrido na unidade, e informou que será instaurado um  Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar “todas as circunstâncias do fato”. De acordo com a pasta, “o ocorrido foi comunicado para os familiares dos internos, e aos órgãos que compõem o sistema de justiça”.

A Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação. Os corpos foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para serem necropsiados e, posteriormente, liberados para os familiares.