― Advertisement ―

spot_img

Pacheco diz que Senado não vai acelerar tramitação da PEC da Anistia

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse nesta sexta-feira (12), na capital paulista, que não irá acelerar na Casa o processo de tramitação da...

Dólar recua a R$ 5,25

O dólar comercial teve desvalorização generalizada sobre diferentes moedas internacionais no seu último fechamento – inclusive o real. A moeda brasileira pode ganhar um pouco de espaço em relação ao dólar, que hoje custa R$5,25 para importações e exportações no país. 

O movimento ocorreu com a divulgação de dados da economia dos Estados Unidos acerca da indústria, que vieram menos aquecidos do que o esperado. Os dados foram apresentados por meio do “Índice de Gerentes de Compras” (PMI, na sigla em inglês), de maio de 2024. Indicadores de que a economia americana performe abaixo do esperado acirram a expectativa de queda da taxa de juros daquele país e, por consequência, de queda do rendimento do Treasuries (os títulos de dívidas emitidos pelo Tesouro dos Estados Unidos). Isso aumenta a atração para investimentos no mercado brasileiro. 

Por outro lado, o pessimismo das projeções da inflação no Brasil e o desempenho do preço de commodities no último dia impediram uma maior valorização do real. Os preços do minério de ferro e do petróleo caíram e impediram uma maior entrada de divisas internacionais no país. 

O euro comercial seguiu a tendência do dia e está cotado a R$5,73. As cotações são da companhia Morningstar. Para os valores de turismo das moedas, os preços são ainda maiores.
 

Foto: Marcello Casal Jr./Agência BrasilFoto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil