― Advertisement ―

spot_img

Posso tomar a vacina contra a dengue?

Atualmente, existem duas opções de vacina para dengue aprovadas pela Anvisa no Brasil. A Dengvaxia, da Sanofi, e a Qdenga, da empresa chamada Takeda....

Detran|ES lança Maio Amarelo com programação de ações para sensibilizar capixabas

Você sabia que no Espírito Santo duas pessoas morreram por dia em acidentes de trânsito entre janeiro e abril deste ano? Os números chocam e mostram que é preciso uma mudança coletiva de comportamento para salvar vidas no trânsito. Nesse contexto, na tarde dessa quinta-feira (02), o Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran), lançou o movimento Maio Amarelo 2024 no Estado para alertar a sociedade sobre o tema e convidar todos a fazerem sua parte pela paz no trânsito.   

Autoridades de trânsito do Estado e servidores participaram da cerimônia na Sede do Órgão, em Vitória, e assumiram um compromisso com as ações educativas e de fiscalização durante o mês para conscientizar a população capixaba e promover a segurança nas vias.  

O tema do movimento Maio Amarelo deste ano é “Paz no trânsito começa por você” e busca chamar atenção das pessoas para o papel de cada um no trânsito para construir um ambiente seguro e gentil, seja enquanto está andando pelas vias, pedalando, pilotando, dirigindo, de carona ou no transporte público.   

O diretor geral do Detran, Givaldo Vieira, destacou a necessidade de todos fazerem a sua parte para um trânsito seguro. “O tema deste ano chama o cidadão a assumir o seu papel pela paz no trânsito. E é o que vemos no dia a dia, se cada um for responsável, obedecendo às regras de trânsito e adotando comportamentos seguros, teremos um ambiente melhor, com menos acidentes e vítimas. Estamos vendo números altos de mortes no trânsito. São duas vidas perdidas por dia e o sinistro de trânsito não escolhe suas vítimas, pode ser pobre ou rico, estar de carro, a pé ou de bicicleta. Todos nós estamos sujeitos a esse risco e pessoas que nós amamos também estão sujeitas a perder a vida ou ficarem feridas em acidentes leves ou graves”, disse.   

Ele reforça ainda as ações que serão feitas durante todo o mês. “Esse é um movimento que mobiliza vários órgãos ligados ao trânsito e a sociedade. Teremos abordagens educativas, palestras em empresas e escolas, blitzes de trânsito integradas e chamamos todos a se envolverem, seja usando amarelo, conversando com familiares sobre o assunto e, principalmente, melhorando seu comportamento no trânsito no momento que está a pé, de bicicleta, de motocicleta ou em outro veículo e até mesmo de carona”, alertou Vieira.  

Estiveram presentes no evento de abertura do Maio Amarelo 2024 o subsecretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Reinaldo Brezinski; o subcomandante do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), major Flavio Cavatti; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo, o coronel Alexandre dos Santos Cerqueira; o diretorpresidente da Banestes Seguros S.A, Carlos Roberto Rafael; o representante da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Cleverton Lopes; o coordenador de tráfego da Eco101, Carlos Diniz; o gerente da Guarda Municipal de Vitória, Brunno Xavier; o vice-prefeito de Pinheiros, Aloísio Lula; o diretor do grupo Contauto, Janio de Paula; o gerente executivo do Sindipostos-ES, Adair Alves de Souza; representantes das Guardas de Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Guarapari; Mc Soldado e MC Marco, do Instituto Salomão, que fizeram Batalha de Tema com a temática “trânsito”.  

Onda amarela  

Para mobilizar os capixabas durante o mês, o Detran ilumina na cor amarela e instalou um grande laço alusivo à campanha em frente à Sede Administrativa, e faz a exposição de um carro batido com um totem exibindo a estatística das mortes por dia no Estado, em frente ao local, para sensibilizar todos que passarem pela Avenida Fernando Ferrari. Em uma parceria com a Banestes Seguros S.A., a Sede da empresa, na Enseada do Suá, em Vitória, também está iluminada em amarelo, bem como customizada com um laço do Movimento, e as duas entidades planejaram ações educativas conjuntas durante todo o mês.  

Além disso, outdoors com mensagens educativas serão espalhados pela Grande Vitória e o Hotel Cannes, no Centro da Capital, será iluminado com a projeção da logomarca do Maio Amarelo a partir de ação realizada pelo Detran. A autarquia também veiculará campanha publicitária com o tema do Maio Amarelo e realizará diversas atividades educativas e de fiscalização no Estado para sensibilizar o maior número possível de pessoas com a mensagem de preservação da vida no trânsito.  

Campanha  

A campanha do órgão, que já está sendo exibida nas TVs, rádios, sites, redes sociais e também em outdoors chama os cidadãos à responsabilidade de construírem um trânsito mais humano, gentil, seguro e empático para todos.   

Com o tema “Seja a mudança, faça acontecer. Paz no trânsito começa por você”, as peças publicitárias apresentam um motorista, carona, motociclista, ciclista, pedestre e demonstra o papel de cada um para tornar o trânsito seguro.   

O material traz alertas sobre atitudes corretas, como a necessidade de obedecer à sinalização, usar cinto de segurança e cadeirinha para crianças, atravessar na faixa de pedestres, o uso do capacete e equipamentos de proteção pelos motociclistas e ciclistas.  

No vídeo veiculado nas TVs e no spot que pode ser ouvido nas rádios, o jingle dá exemplos de boas ações para fazer um trânsito seguro. As imagens mostram vias da Grande Vitória e vários personagens do trânsito vestidos de amarelo e fazendo escolhas corretas para simbolizar a adesão ao movimento Maio Amarelo.  

Assista ao filme da campanha:  

Ações educativas e de fiscalização  

A equipe de educação do Detran percorrerá municípios de todo o Estado com atividades educativas nas ruas para sensibilizar pedestres, ciclistas, motociclistas e condutores e também em empresas, levando o tema para os funcionários.  

Confira aqui a programação de atividades.  

A equipe de fiscalização de trânsito do órgão também atuará nas ações de educação e em parceria com a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) e Guardas municipais, intensificando as operações de fiscalização em todo o Estado.  

Dados  

As estatísticas de trânsito registradas no Estado mostram números preocupantes de acidentes e mortes no trânsito e revelam que muitos condutores insistem em desobedecer às regras de trânsito e adotam condutas perigosas, como excesso de velocidade, avanço do sinal vermelho do semáforo, não utilização do cinto de segurança, uso do celular, entre outras que colocam em risco a sua própria vida e de todos que compartilham o trânsito.  

De acordo com os dados do Observatório de Trânsito, do Detran, e do Boletim de Acidentes de Trânsito, da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), de janeiro a fevereiro deste ano, foram 5.500 sinistros (acidentes) de trânsito.  

De janeiro a abril de 2024, o trânsito vitimou 256 pessoas. Foram duas mortes por dia em decorrência de sinistros de trânsito. O número ainda é menor do que no mesmo período de 2023, quando 281 pessoas perderam a vida no trânsito capixaba, chegando a 825 mortes em todo o ano de 2023.  

Confira os dados de sinistros de trânsito e mortes no Estado: 

   

Em relação às infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), de janeiro a 27 de abril deste ano, foram 305.263 autuações. No ranking de infrações, transitar em velocidade superior à média permitida para o local é a conduta mais registrada no Estado, o que revela a desobediência de muitos condutores à sinalização de trânsito e aos cuidados essenciais com a segurança. 

Confira o ranking de infrações de trânsito no Estado: 

 

Maio Amarelo  

O Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para redução de sinistros de trânsito. O amarelo simboliza atenção, sinalização e advertência no trânsito.  

O objetivo é chamar a atenção da sociedade para o tema “trânsito” e para o alto índice de mortes e feridos em todo o mundo, bem como colocar em pauta o tema “segurança viária” e, assim, mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para alertar e mostrar a dimensão e o impacto que os sinistros têm no cotidiano.