― Advertisement ―

spot_img

Após alta de 0,58%, saca de soja inicia a quinta-feira (23) custando R$ 134,19

Após alta de 0,58% no último fechamento, a saca de 60 quilos da soja inicia a quinta-feira (23) custando R$ 134,19, em diferentes regiões do...

CULTURA: Conferência nacional debate políticas culturais para próxima década

A Cultura voltou, e o acesso a ela é um direito de todos! Após uma pausa de 10 anos, o Ministério da Cultura realiza até sexta-feira (8), a quarta Conferência Nacional de Cultura (CNC) no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF). O evento foi aberto oficialmente na segunda-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra Margareth Menezes.

Com o tema “Democracia e Direito à Cultura”, a quarta CNC é marcada pela participação popular onde o governo e sociedade civil se reúnem para debater temáticas relacionadas à democratização do acesso à cultura. 

Mais de três mil pessoas participam de debates sobre políticas culturais, visando o fortalecimento da democracia e a garantia dos direitos culturais em todos os âmbitos da federação, de forma transversal com as políticas públicas sociais e econômicas do Brasil. Destes, aproximadamente mil e trezentos são delegados e delegadas culturais, eleitos durante as conferências regionais realizadas nos municípios, nos estados e no Distrito Federal. 

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, reforça que a Conferência será a instância máxima de participação popular, após a reconstrução do MinC. “Essa escuta participativa é uma das bases da Conferência Nacional. É o que vai garantir que a cultura seja verdadeiramente inclusiva, democrática e com a cara desse Brasil plural. Assim, eu quero agradecer o esforço dos gestores municipais e estaduais por empreenderem essa visão e atenderem à convocatória do MinC para estarem aqui”.

Uma política cultural, com a dimensão do Brasil e à altura de sua diversidade e riqueza, só pode ser formulada se os órgãos e gestores de cultura de todo o país estiverem em diálogo com trabalhadores e trabalhadoras do setor. É isso mesmo, ministra? “Através desse debate aberto e inclusivo que construiremos políticas culturais sólidas, que atendam o setor e que levem em consideração toda a nossa rica diversidade”.

As propostas aprovadas durante o evento vão embasar as diretrizes do novo Plano Nacional de Cultura (PNC), que nortearão as iniciativas para criação de novas políticas públicas na próxima década.

A 4ª CNC é realizada pelo MinC e pelo Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), tem patrocínio do Banco do Brasil e é correalizada pela Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura no Brasil (OEI). Além disso, conta com apoio da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLASCO Brasil).   

Para celebrar esse momento, além dos muitos debates sobre políticas públicas culturais, o Ministério da Cultura (MinC) e o Banco do Brasil realizam o Festival da Cultura todos os dias da CNC, com a participação de Fafá de Belém, Paulinho da Viola, Daniela Mercury, Diogo Nogueira, Paula Lima, Salgadinho, Majur, Renegado, Johnny Hooker, Sambaiana, Academia da Berlinda, Ellen Oléria e Coletivo Criolina.

Gratuito e aberto ao público, o Festival da Cultura começou e irá até 8 de março de 2024, na área externa do Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Os shows estão programados para acontecer todas as noites a partir das 19h e os interessados em participar devem retirar os ingressos pela plataforma do Sympla. A entrada é limitada e os bilhetes serão liberados a partir das 8h da manhã do dia de cada show. Apenas as pessoas que estiverem com o ingresso on-line terão acesso ao evento.

Todas as informações sobre a 4ª Conferência Nacional de Cultura e a programação completa estão no site da CNC.<\/a>

Foto: Filipe Araújo/ MinCFoto: Filipe Araújo/ MinC