― Advertisement ―

spot_img

PISO DA ENFERMAGEM: concurso suspenso deve mudar regras para prosseguir

Mesmo que o concurso tenha sido planejado antes de entrar em vigor o novo piso salarial da enfermagem, a questão é que agora ele...

BAC retoma criação própria após anos de interrupção

O retorno do Batalhão de Ações com Cães (BAC) à criação própria após um período sem reprodução é uma medida estratégica que visa não apenas fortalecer a unidade, mas também trazer vantagens substanciais em diversas áreas. Além dos benefícios econômicos decorrentes da redução dos custos de aquisição, a criação interna de cães policiais oferece uma série de vantagens operacionais e de qualidade.

Realizando a criação interna, a unidade obtém maior controle sobre o processo de seleção e treinamento, garantindo que os animais atendam aos mais altos padrões de desempenho para o serviço policial. Isso resulta em uma força de trabalho canina mais eficiente e coesa, capaz de desempenhar suas funções com maior precisão e eficácia. Além disso, a criação interna permite a personalização do processo de treinamento de acordo com as necessidades operacionais da unidade, aumentando a versatilidade e adaptabilidade dos cães em uma variedade de cenários operacionais.

Outro aspecto importante é a questão da continuidade e sustentabilidade. Ao investir na criação própria, o batalhão assegura um suprimento constante de cães de alta qualidade ao longo do tempo, evitando interrupções no serviço devido à escassez de animais disponíveis no mercado. Além disso, o desenvolvimento de linhagens internas permite a preservação e aprimoramento de características genéticas específicas que são valorizadas no trabalho policial.

Dessa forma, a decisão de retomar a criação própria de cães da raça Pastor Alemão dentro do batalhão, após sete anos, não apenas fortalece suas capacidades operacionais, mas também representa um investimento estratégico no futuro da unidade, garantindo sua eficácia e relevância contínuas na manutenção da segurança pública.