― Advertisement ―

spot_img

Auxílio Reconstrução: mais 7,3 mil famílias recebem o benefício nesta terça-feira (18)

 Novos pagamentos do Auxílio Reconstrução serão realizados pela Caixa Econômica Federal (CEF) nesta terça-feira (18). Mais 7,3 mil famílias gaúchas desalojadas ou desabrigadas vão receber o benefício de R$ 5,1 mil. Desde a criação do auxílio até o momento, o Governo Federal disponibilizou cerca de R$ 854,1 milhões para 167,4 mil famílias, incluindo os pagamentos desta terça.

O recurso pode ser utilizado da forma que as vítimas acharem melhor. “As famílias podem comprar cama, geladeira, fogão ou o que acharem mais importante, o critério é delas”, afirma o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), Waldez Góes, reforçando que o trabalho das prefeituras deve ser contínuo para que mais famílias sejam aprovadas no benefício. “Os municípios podem e devem alimentar o sistema o tempo todo. Nosso objetivo é agilizar o processo de liberação do recurso”, completa.

A previsão é de que cerca de um milhão de pessoas sejam beneficiadas com o auxílio. “Nossa meta é aprovar cerca de 240 mil famílias e vamos concluir isso nas próximas semanas. É fundamental que as famílias tenham acesso ao dinheiro e comecem a reconstruir a vida o mais rapidamente possível”, acrescenta.

Tire as principais dúvidas sobre o Auxílio Reconstrução aqui.<\/a>

Planos de trabalho

Para ajudar o Rio Grande do Sul, o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) aprovou, até o momento, R$ 510 milhões e 613 planos de trabalho para atender 240 municípios.

Entre os planos aprovados, 173 foram de maneira simplificada (rito sumário), sendo 114 de assistência humanitária e 59 destinados à compra de insumos para animais de estimação. Além disso, 237 planos são de restabelecimento, 125 de assistência humanitária e 78 de reconstrução.

“São várias frentes acontecendo ao mesmo tempo. Desde o início do desastre, seguimos adotando ações de resposta e restabelecimento. Nosso foco inicial sempre foi a ajuda humanitária, o cuidado com as pessoas e o restabelecimento de serviços essenciais, limpeza pública e abastecimento. Também assumimos a fase de reconstrução e fazemos isso concomitantemente”, afirma o ministro Waldez Góes.

Até a publicação desta matéria, foram registradas 177 mortes no Rio Grande do Sul. Atualmente, há 39 pessoas desaparecidas, 388.781 desalojadas e 10.485 em abrigos. O número de resgate de animais chegou a 15.098 e, até agora, 478 municípios foram afetados pela chuva.

Fonte: MIDR

A previsão é de que cerca de um milhão de pessoas sejam beneficiadas com o auxílio. (Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil)A previsão é de que cerca de um milhão de pessoas sejam beneficiadas com o auxílio. (Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil)