― Advertisement ―

spot_img

Corpo de jovem desaparecida é encontrado; suspeito foi preso em Ecoporanga

Um suspeito preso em Ecoporanga na noite desta quinta-feira, 11 de abril de 2024, disse que a jovem Thamyris Alexandra Virgulino Pascoal, que está...

Assembleia Legislativa trabalha ações em apoio às vítimas com setor produtivo do Estado

 

As ações emergenciais em prol das vítimas das enchentes que assolaram o Sul do Espírito Santo contam com o apoio do setor produtivo do Estado. Em uma reunião estratégica realizada nesta segunda-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Santos, se uniu a importantes instituições, como Transcares, Centro Rochas, Suzano, ES em Ação, OCB, FINDES, EDP, Sindipostos, Arcelor Mittal, Fetransportes, Vale, Sindiex, entre outras, para discutir medidas de ajuda comunitária e recuperação das áreas afetadas.

O Chefe do Legislativo tem destacado sua satisfação com a solidariedade dos capixabas e ressalta a importância da participação popular neste momento crítico vivido pelo Estado. “Estive na cidade de Mimoso do Sul e me emocionei com o que vi. Diante do cenário de guerra, presenciei uma comunidade unida em favor das vítimas que aguardavam socorro. Essa participação popular foi essencial para o resgate e auxílio de centenas de pessoas. Agora estamos contando não apenas com a colaboração destas instituições, mas também de todos os capixabas para o alívio das dificuldades enfrentadas pelas regiões atingidas”, contou.

Além das ações conjuntas com o setor produtivo, a Ales tem promovido medidas como crédito facilitado, atendimento psicológico e arrecadação de suprimentos, visando amenizar o sofrimento das comunidades afetadas pelas enchentes.

O repasse de R$17 milhões, através da devolução de economias da Assembleia ao Governo do Estado para a reconstrução das cidades atingidas e a desburocratização dos processos de auxílio aos municípios também estão entre as ações adotadas pela Casa de Leis.

A campanha de arrecadação de suprimentos, realizada em parceria com instituições como o Tribunal de Justiça, não o Ministério Público, o Tribunal de Contas e a Defensoria Pública, também tem mobilizado a sociedade capixaba em uma corrente de solidariedade e empatia.

Com uma visão abrangente e proativa, Marcelo Santos reitera seu compromisso em liderar esforços para garantir que as vítimas recebam toda a assistência necessária para se recuperarem e reconstruírem suas vidas após a tragédia.