― Advertisement ―

spot_img

TVE 50 anos: é sua, é pública é dos capixabas

A TVE completa 50 anos nesta quinta-feira (13). A emissora pública dos capixabas celebra meio século no ar com uma programação que valoriza cultura, educação, informação e entretenimento, e está prestes a estrear uma das fases mais marcantes de sua história.

Em breve, a recém-criada Fundação Carmélia Maria de Souza de Cultura e Comunicação Pública será mantenedora da TVE. E a programação, que já experimentou um salto de qualidade nos últimos cinco anos, vai ficar ainda melhor.

“A TVE cumpre um papel fundamental para o desenvolvimento de uma sociedade democrática, porque fortalece e preserva a soberania dos capixabas. A emissora chega aos 50 anos com planos que reforçam esse compromisso com a nossa identidade, respeitando as memórias, dando protagonismo a diferentes atores sociais, e ajudando a construir um futuro mais próspero e mais plural. Tudo o que está sendo planejado para a TVE tem esse propósito norteador”, disse Igor Pontini, diretor-geral da Fundação Carmélia.

Ao completar 50 anos, a emissora pública dos capixabas está cada vez mais moderna, e carrega na bagagem os valores que traduzem o Espírito Santo: um estado que respeita a diversidade, a liberdade, a cidadania e a inclusão.

Audiência e redes sociais

Os investimentos na TVE promoveram um salto significativo na qualidade da programação, e isso se reflete na audiência. Em 2023, só na Grande Vitória, mais de 1,3 milhão de pessoas assistiram à TVE. No canal da emissora YouTube, foram mais de 2,5 milhões de visualizações.

“Há uma mudança nos padrões de consumo de conteúdos audiovisuais. As plataformas de streaming, de modo geral, têm abalado os índices de audiência da TV aberta. Mesmo assim, a audiência média da TVE aumentou 6% entre 2021 e 2023. Isso significa muito pra gente, porque reflete nossa capacidade de crescer e atrair mais espectadores. Além disso, sugere a consistência da nossa programação, ancorada no prestígio e na qualidade do conteúdo”, explicou Hugo Reis, diretor da TVE.

Estrategicamente, as redes sociais e plataformas de streaming passaram a ser entendidas como veículos de comunicação. A TVE produz conteúdos voltados especificamente para estes canais, aumentando a oferta de conteúdo, o engajamento e a audiência.

Além dos perfis no Instagram @tveespiritosanto e @tveesportes, a emissora pública dos capixabas tem o canal no YouTube (@tveespiritosanto), página no Facebook (@tveespiritosanto) e contas no X (antigo Twitter: @es_tve) e no TikTok (@tve.espirito.santo). A TVE também possui perfil no Spotify e alimenta um canal no WhatsApp.

Programação: na TVE, o capixaba se mostra e se vê.

O conteúdo é um dos diferenciais da emissora pública dos capixabas. Além do TVE Notícias, telejornal diário que apresenta as notícias mais relevantes do Estado, há outros dois produtos que marcam a qualidade da programação da emissora: o TVE Revista, que evidencia a cultura capixaba diariamente e ao vivo, e o TVE Esportes, que será em breve o único programa de esporte regional da televisão capixaba ao vivo com periodicidade diária.

“Entre 2019 e 2023, a TVE quintuplicou a produção e a exibição de conteúdos. A emissora tem um potencial enorme, e planejamos crescer ainda mais. A emissora terá capacidade de gerar 10% de conteúdo próprio diariamente. São produtos genuinamente capixabas, que podem ser exportados para outras emissoras públicas. Assim, a TVE passará a ser fornecedora de conteúdo de qualidade, projetando o Espírito Santo em nível nacional, fortalecendo a cultura e a identidade capixabas e, consequentemente, contribuindo para a Comunicação Pública no Estado e no País”, afirmou Pontini.

As transmissões ao vivo são outro diferencial da emissora. No último ano, foram mais de 150 transmissões em tempo real, tanto na televisão aberta quanto nas plataformas digitais. E a previsão é de que sejam feitas em torno de 260 transmissões por ano na televisão aberta e também na internet, o que equivale a cerca de 5 transmissões por semana.

A programação da TVE será pensada de maneira estratégica, e a emissora estará mais apta a trazer também produções de emissoras públicas de outros estados, cumprindo a missão de entregar conteúdos regionais e diversificados, fortalecendo a comunicação pública no Espírito Santo e no país.

A TVE vai contar com um Núcleo de Produção de Conteúdo Original, dedicado à produção de conteúdo genuinamente capixaba. Séries e minisséries para a TV e para a internet, com grande potencial de exportação para emissoras de outros estados e consumo via streaming, passarão a ser produzidas e disponibilizadas.

A interiorização do sinal da emissora é mais uma iniciativa que certamente vai impactar positivamente nas entregas feitas à sociedade. Atualmente, o sinal da TVE chega a 42% da população da Grande Vitória. Mas a TVE pretende expandir sua cobertura gradativamente, de maneira a atingir 73% da população contemplando 20 municípios após a primeira fase e, finalmente, chegar a 96% da população em todos os 78 municípios do Estado após as etapas seguintes.

A nova TVE também planeja exibir oito programas semanais, contemplando temas diversos, além de produzir 100% dos conteúdos com recursos de acessibilidade, como libras, legendas descritivas e audiodescrição.

A Casa do Esporte Capixaba

Considerada a Casa do Futebol Capixaba, a TVE é detentora exclusiva dos direitos de transmissão do futebol capixaba, e é a emissora que mais transmite jogos regionais no País.

A consistência e a qualidade das transmissões se refletem na visibilidade. No Instagram, o perfil @tveesportes teve um desempenho impressionante: alcançou mais de 2,6 milhões de contas, e obteve mais de 16,7 milhões de impressões de janeiro, quando o perfil foi criado, a maio deste ano.

As transmissões de futebol são um Projeto Estratégico do Governo do Estado, executado pela TVE, que dá visibilidade e valoriza clubes, atletas, torcedores, patrocinadores e todos os que acreditam no esporte como agente transformador da sociedade.

“Somos a emissora que mais valoriza o futebol do Espírito Santo. Buscamos estar em todas as disputas que envolvem clubes capixabas, dentro e fora do Estado. Nossa intenção é permitir que os torcedores capixabas acompanhem o desempenho de seus times pela televisão aberta e pelas plataformas digitais, com qualidade e gratuidade”, frisou Hugo Reis, diretor da TVE.

História preservada

A TVE é a segunda emissora de televisão mais antiga do Espírito Santo: entrou no ar no dia 13 de junho de 1974. Na década de 1980, período conhecido como “os anos de ouro”, a emissora chegou a produzir 14 programas, como Fanzine, Primeira Pessoa, Rataplan e Espaço Dois.

A emissora garante o registro e a memória de fatos e de pessoas e, no ano do cinquentenário, a TVE celebrou o lançamento do acervo digitalizado na plataforma da Midiateca Capixaba. Cenas raras da história do Espírito Santo, testemunhadas pelos microfones e câmeras da emissora pública dos capixabas, podem ser acessadas gratuitamente pela internet.

“Além de preservar o acervo, a digitalização e a disponibilização na Midiateca são maneiras de universalizar o nosso conteúdo. Estamos permitindo que pessoas de qualquer parte do mundo tenham acesso à nossa história, à nossa cultura, às nossas raízes. Ao completar 50 anos, a TVE se mostra cada vez mais moderna, atenta às transformações do nosso tempo”, pontuou Reis.