― Advertisement ―

spot_img

Enivaldo confirma Joelma na festa de Barra de São Francisco

O prefeito de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo, Enivaldo dos Anjos, confirmou pra o repórter Wilson Rodrigues nesta sexta-feira (19),...

Setor produtivo capixaba encerra 2023 com desempenho acima da média nacional

A economia do Espírito Santo encerrou o ano de 2023 com saldo positivo na Indústria, no Comércio varejista e no setor de Serviços. Em todos os três setores o desempenho capixaba apresentou resultados acima da média nacional. Os dados foram divulgados na última semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e analisadas pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

A produção industrial capixaba apresentou crescimento de +11,1% em 2023. Foi o segundo melhor resultado entre os estados brasileiros pesquisados, ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte (+13,4%), e acima da média nacional, que teve leve alta de +0,2% no ano.

O saldo positivo na Indústria foi impulsionado, principalmente pela Indústria Extrativa, que alcançou +20,5%. As atividades de Fabricação de celulose, papel e produtos de papel (+9,4%) e de Fabricação de produtos alimentícios (+0,6%), também registraram crescimento. No sentido contrário, Fabricação de produtos minerais não-metálicos (-12,7%) e Metalurgia (-4,2%) apresentaram queda no período.

Já no setor de Comércio Varejista, em 2023, a expansão no volume de vendas do varejo restrito foi de +3,0%. Resultado que também colocou o Espírito Santo acima da média nacional, que registrou elevação de +1,7%. O desempenho foi ainda maior quando incluído o volume de vendas do Varejo ampliado, que alcançou alta de +9,3% no ano, com crescimento nas três atividades exclusivas: Veículos, motocicletas, partes e peças; Material de construção; e Atacado especializado em produtos alimentício bebidas e fumo.

No setor de Serviços, a alta foi de +7,0% no Espírito Santo em 2023, resultado que superou a variação de +2,3% registrada no Brasil. Os segmentos que mais contribuíram para o crescimento no setor foram Serviços profissionais, administrativos e complementares (+9,7%); Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (+9,3%); e Serviços de informação e comunicação (+5,9%).

O diretor-geral do Instituto Jones, Pablo Lira, destacou o bom desempenho da economia capixaba e a importância desse resultado na geração de empregos no Estado.

“O Espírito Santo vem apresentando um crescimento do PIB acima da média nacional nos últimos anos. Além disso, temos um ambiente equilibrado das contas públicas, o que é muito propício para atrair investimentos e, com isso, movimentar o mercado de trabalho. Todos esses fatores relacionados nos possibilitam entender melhor esse cenário positivo no Estado”, explicou Pablo Lira.

Juntos, os setores de Indústria, Comércio varejista e Serviços responderam por mais de 95% do Produto Interno Bruto (PIB) capixaba em 2021, ano do último dado oficial publicado pelo IBGE.

Mercado de trabalho

Em 2023, o Espírito Santo também atingiu sua menor taxa de desocupação desde 2012. O índice foi de 5,7%, o menor do Sudeste e o sétimo menor do Brasil. A taxa de desocupação do Estado também ficou abaixo da média nacional, que foi de 7,8%.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (16) na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) realizada pelo IBGE.

Ainda segundo a Pesquisa, no quarto trimestre de 2023, a taxa de desocupação no Espírito Santo foi de 5,2%, apresentando queda em relação ao quarto trimestre de 2022, quando foi de 7,2%.