― Advertisement ―

spot_img

Carro bate em veículo estacionado e capota em Montanha

  Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que um carro bate de frente com outro veículo que estava estacionado, na rua José...

Santos vai receber ‘presentes que nascem do entendimento’, afirma Tarcísio, em discurso

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), afirmou que os investimentos no Porto de Santos e a obra do Túnel Santos-Guarujá são “presentes que nascem do entendimento” entre o governo federal, sob Luiz Inácio Lula da Silva, e da gestão estadual. A fala ocorre após desentendimentos entre ambas as partes pela “paternidade” da obra na região.
“O Porto vai receber no dia de hoje presentes importantes, que nascem do entendimento, da parceria, e isso torna esse momento mais emblemático”, afirmou o governador em cerimônia em comemoração aos 132 anos do Porto de Santos e Anúncio de Investimentos no Túnel Submerso Santos-Guarujá nesta sexta-feira, 2, no litoral paulista. “O que importa é enxergar o verdadeiro interesse público.”
Lula assinou há pouco, ao lado de Tarcísio, termo de cooperação técnica para a execução das obras do túnel de Santos-Guarujá. Conforme antecipou o Estadão/Broadcast, a construção será custeada 50% pela gestão federal e 50% pela gestão estadual.
A obra terá um valor de investimento na ordem de R$ 6 bilhões. No termo de cooperação, são delineadas as ações e agenda necessárias à execução do empreendimento.
Ambas as gestões federal e estadual chegaram a um acordo sobre o impasse envolvendo as obras do túnel Santos-Guarujá na terça-feira, 30. Durante a manhã, Tarcísio se reuniu com os ministros da Casa Civil, Rui Costa, e de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, no Palácio do Planalto. Segundo relatos, o encontro foi focado no teor técnico para resolver a questão.
Já no período da tarde, o governador teve outra reunião no Palácio do Planalto com os ministros, mas que também contou com a presença de Lula. De acordo com fontes, essa segunda parte focou mais no teor político para “acertar” a participação de Tarcísio no anúncio das obras do túnel.
Segundo o governador de São Paulo, também foi acertada a parceria com o governo federal para obras da Perimetral. “Com outras obras na Baixada, passaremos de R$ 8 bilhões em investimentos”, disse o gestor estadual.
O governo federal tinha a intenção de construir o túnel Santos-Guarujá com menor participação da iniciativa privada e sem a gestão estadual, que queria financiar o empreendimento com recursos federais. O túnel, inclusive, é uma das obras prioritárias do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado no ano passado por Lula. Contudo, a intenção do governo federal gerou tensão na relação com a gestão de Tarcísio

 

Foto: Reprodução