― Advertisement ―

spot_img

PREVISÃO DO TEMPO: sábado (13) com tempo encoberto no Sudeste

Este sábado (13) começa com chuva isolada apenas nas microrregiões de Araçatuba, Presidente Prudente, litoral sul e Vale do Paraíba paulista e metropolitana de...

‘Nunca tinha sentido um tremor tão intenso antes’, diz taiwanês sobre terremoto

Foto: Reprodução / internet
Foto: Reprodução / internet

 Pelo menos nove pessoas morreram e 821 ficaram feridas depois que um forte terremoto de magnitude superior a 7 graus abalou Taiwan nesta quarta-feira, 3. As autoridades taiwanesas afirmaram que o terremoto e os tremores secundários foram os mais intensos na ilha em 25 anos e alertaram que outros sismos podem acontecer nos próximos dias.

Todas as mortes aconteceram no condado de Hualien, o ponto mais próximo ao epicentro do terremoto, no leste da ilha, informou o Corpo de Bombeiros. “Tudo tremeu de maneira violenta. Os quadros na parede, a televisão e o armário de bebidas caíram”, afirmou um morador da cidade Hualien ao canal local SET TV.

A pouco mais de 150 quilômetros de distância, na capital Taipé, telhas caíram de edifícios mais antigos e as escolas levaram os alunos para os campos de futebol, equipando-os com capacetes de segurança. Algumas crianças usaram livros didáticos para se protegerem contra a queda de objetos à medida que os tremores secundários continuavam.

Em Nova Taipé, norte, um armazém desabou e 60 pessoas foram retiradas dos escombros, segundo a prefeitura.

“Eu me acostumei com (terremotos). Mas hoje foi a primeira vez que fiquei assustado com um terremoto”, disse Hsien-hsuen Keng, um morador que mora num apartamento no quinto andar em Taipei. “Fui acordado pelo terremoto. Eu nunca tinha sentido um tremor tão intenso antes.”

Túneis e rodovias atingidos

O tráfego ao longo da costa leste ficou paralisado após o terremoto, com deslizamentos de terra e destroços atingindo túneis e rodovias. O serviço ferroviário foi suspenso em toda a ilha de 23 milhões de pessoas, com alguns trilhos retorcidos como efeito do terremoto, assim como o serviço de metrô em Taipei, onde seções de uma linha elevada recém-construída se separaram, mas não ruíram.

As autoridades mobilizaram equipes para remover as rochas que bloqueavam as estradas na direção de Hualien. As rodovias que seguem até a cidade passam por muitos túneis e as autoridades temem que veículos tenham ficado presos nas passagens subterrâneas.

“Temos que verificar minuciosamente quantas pessoas estão presas e socorrê-las rapidamente”, disse o vice-presidente Lai Ching-te, que assumirá a presidência em maio.

United Daily News local informou que três caminhantes morreram em deslizamentos de rochas no Parque Nacional Taroko, que fica em Hualien, e que um motorista de van morreu na mesma área quando pedras atingiram o veículo.

As autoridades também disseram ter perdido contato com 50 pessoas em micro-ônibus no parque nacional depois que o terremoto derrubou as redes telefônicas. Outras seis pessoas ficaram presas em uma mina de carvão, onde um resgate estava em andamento.

Alerta de tsunami suspenso

O Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS) informou que o terremoto desta quarta-feira atingiu 7,4 graus de magnitude e aconteceu pouco antes das 8h locais (21h de terça-feira, 2, em Brasília). A Agência Meteorológica de Taiwan calculou um fenômeno de 7,2 graus, enquanto a Agência Meteorológica do Japão anunciou 7,5.

O epicentro foi localizado 18 quilômetros ao sul de Hualien, com uma profundidade de 34,8 km, segundo o USGS. “O terremoto foi próximo da superfície e pouco profundo. Foi sentido em toda Taiwan e nas ilhas (…) foi o mais forte em 25 anos”, disse Wu Chien-fu, diretor do Centro Sismológico taiwanês.

O terremoto desencadeou alerta de tsunami em Taiwan, nas ilhas do sudoeste do Japão e em várias províncias das Filipinas, que foram suspensos após algumas horas.

Taiwan é frequentemente abalada por terremotos e a sua população está entre as mais bem preparadas para este tipo de fenômeno, mas as autoridades disseram que esperavam um terremoto relativamente leve e, portanto, não enviaram alertas.

O país fica ao longo do “Anel de Fogo” do Pacífico, a linha de falhas sísmicas que circunda o Oceano Pacífico, onde ocorre a maioria dos terremotos do mundo.

A cidade de Hualien foi atingida pela última vez por um terremoto mortal em 2018, que deixou vitimou 17 pessoas e derrubou um hotel histórico. O pior terremoto de Taiwan nos últimos anos ocorreu em 21 de setembro de 1999, com magnitude de 7,7, causando 2, 4 mil mortes, ferindo cerca de 100 mil e destruindo milhares de edifícios. (Com agências internacionais)

Foto: Reprodução / internet

Iases recebe novas viaturas