― Advertisement ―

spot_img

Prefeitura realizará a entrega de títulos de propriedade de imóveis; veja a lista

A prefeitura de Barra de São Francisco, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, vai realizar a 1ª entrega de títulos...

Janeiro de 2024 registra menor número de assassinatos em 28 anos no Espírito Santo

O Espírito Santo fechou janeiro de 2024 com o menor número de assassinatos para o período, desde 1996, quando foi iniciada a série histórica de homicídios. Ao todo, foram registradas 77 mortes violentas nos primeiros 31 dias do ano. A menor quantidade de casos para o mês havia sido em 2016, com 94 mortes.
Em relação a 2023, ano com o menor número de homicídios da série histórica, o Estado começa 2024 com redução de 19,8%, com 19 mortes a menos. As regiões Metropolitana, Noroeste e Sul apresentaram queda no número de assassinatos, enquanto Norte e Serrana registraram um aumento. Ao todo, 50 municípios do Espírito Santo não registraram nenhum crime do tipo.
O governador do Estado, Renato Casagrande, destacou o começo de ano menos violento desde 1996, ressaltando a importância do trabalho de todos os envolvidos, para se chegar ao resultado.
“Iniciamos o ano da forma como terminamos 2023, com redução nos homicídios em nosso Estado. Esse trabalho forte das nossas forças de segurança aliado ao eixo social do nosso programa Estado Presente é fundamental para obter esses resultados históricos. A nossa meta é seguir reduzindo para transformarmos nosso Estado em um dos cinco mais seguros do País. Ainda temos uma longa caminhada, mas percebemos que estamos seguindo o caminho certo”, destacou Casagrande.
O coordenador do Programa Estado Presente em Defesa da Vida e secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, também comentou sobre o resultado. “Após encerrarmos 2023 com o melhor resultado anual da série histórica de homicídios dolosos no Estado, iniciamos o ano de 2024 com um resultado também histórico. Isso é fruto de uma política pública sólida, consolidada e contínua. Parabenizo as nossas forças policiais pelos esforços coletivos e ao governador pela sensibilidade e comprometimento com que trata a nossa segurança”, disse.
O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Marcio Celante, ressaltou que não há nada a se comemorar, mas não se pode deixar de registrar um importante resultado como este, tendo em vista todas as dificuldades e variantes para que ele seja alcançado.
“Temos um período muito difícil que é o Verão, em que o fluxo de turistas é gigante no Espírito Santo, recebemos pessoas de vários locais do Brasil e do mundo. Para isso fazemos todo um planejamento do Verão, Carnaval, festividades, com objetivo de evitar, principalmente, os crimes contra a vida e os crimes patrimoniais. Alcançar esse resultado em janeiro é algo importante e temos que continuar com o trabalho sério, para que consigamos mais um ano de menos vidas perdidas no Estado”, afirmou Celante.

Homicídios e feminicídios em queda
Também houve redução de mortes de mulheres no início de 2024 no Espírito Santo. Dos 77 assassinatos, cinco foram de vítimas do sexo feminino, sendo que dois deles são casos tratados como feminicídios, em que a questão do gênero é fator principal para o cometimento do crime. A redução em relação a janeiro de 2023 é de 37,5%, com três casos a menos.
“No Espírito Santo ainda temos essa cultura machista que impera, e ainda nos leva a registrar feminicídios. Estamos com todas as nossas ferramentas disponíveis para essas mulheres que sofrem com a violência doméstica e, naqueles casos que, infelizmente, não conseguimos evitar, nosso aparato policial está de prontidão para investigar e evitar a impunidade o mais célere possível”, frisou o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social.