― Advertisement ―

spot_img

Consulta a terceiro lote de restituição do IR 2024 começa hoje

A partir das 10h desta quarta-feira (24), a Receita Federal libera a consulta ao terceiro dos cinco lotes de restituição do Imposto de Renda...

Demanda do trigo segue firme

Hospital Dr. Jayme Santos Neves investe quase R$ 1 milhão na modernização de equipamentos cirúrgicos

O Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, está passando por uma significativa modernização em sua infraestrutura cirúrgica, com um investimento próximo a R$ 1 milhão. O objetivo principal é aprimorar os altos padrões de qualidade e segurança nos procedimentos realizados da unidade.

“A unidade completou 11 anos e os nossos equipamentos estão sendo descontinuados pelo fabricante, corríamos o risco de não conseguirmos realizar as manutenções necessárias. Então, tornou-se imperativo a renovação completa dos focos cirúrgicos”, explicou a gerente do setor de Infraestrutura, Aliane Venturim.

Ao todo, 17 novos focos cirúrgicos foram adquiridos com recursos de investimento do Governo do Estado. Destes, 11 serão alocados no Centro Cirúrgico, quatro no Centro Obstétrico, um no Centro de Tratamento de Queimados e um na Sala de Choque do setor de Urgência e Emergência. A modernização dos equipamentos busca garantir que os procedimentos sejam realizados com precisão, segurança e eficiência, mantendo os altos padrões pelos quais o hospital é reconhecido.

“A aquisição de 17 novos focos cirúrgicos reflete o compromisso em fornecer o melhor em cuidados médicos para nossos pacientes”, completou o diretor geral do Hospital Dr. Jayme, Joubert Andrade da Silva.

Além disso, cinco dos novos focos cirúrgicos são os mais completos do mercado, equipados com câmera e monitor de grau médico. Essa tecnologia proporcionará uma visualização mais nítida e detalhada durante os procedimentos, contribuindo para resultados mais satisfatórios. “As instalações dos novos equipamentos começaram em 20 de março, e a previsão é de que todos estejam prontos para uso em cerca de 20 dias”, informou Aliane Venturim.