― Advertisement ―

spot_img

Segunda emissão de títulos verdes rende US$ 2 bi com taxas menores

A segunda emissão de títulos públicos sustentáveis no mercado internacional, realizada nesta quinta-feira (20), rendeu US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10 bilhões), informou...

Enem: inscrições prorrogadas até 14 de junho

Os estudantes de todo o Brasil agora têm mais uma semana para se inscrever no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O novo prazo vai até dia 14 de junho e as inscrições podem ser realizadas pela Página do Participante<\/a>, no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep<\/a>). O prazo terminaria na sexta passada, 7 de junho.

O Ministério da Educação (MEC<\/a>) também anunciou que, neste contexto, outras datas do cronograma também foram alteradas e outras mantidas. Confira:

  • Até 14 de junho: solicitações de atendimento especializado e tratamento por nome social;
  • Até 19 de junho: pagamento da taxa de inscrição;
  • 3 e 10 de novembro: aplicação das provas nas 27 unidades da Federação.

O cronograma<\/a> e as regras da edição do Enem 2024 podem ser consultados no edital disponível na página do Inep<\/a>.

Rio Grande do Sul

O Ministro de Estado da Educação, Camilo Santana, anunciou que a ampliação do prazo engloba tanto os estudantes do Rio Grande do Sul quanto de todo o país. 

De acordo com a pasta, o balanço das inscrições apontou que, mesmo em meio às dificuldades em função das enchentes, o Rio Grande do Sul soma mais de 70% dos formandos da rede pública inscritos para a prova.

Como estudar para o Enem 2024

O Enem é um meio para ingressar no ensino superior no país. E a prova possui formato já conhecido, que se divide na aplicação em dois dias – sendo que a redação ocorre no segundo dia de provas e se consolida como elemento de peso para o cálculo da nota.

O professor de português e redação do Colégio Objetivo no Distrito Federal (DF), Willian Wallemberg, destaca a importância da dedicação ao aprimoramento das técnicas de redação para alcançar nota suficiente para ingressar no curso desejado.
 
“A redação do Enem repercute em um quinto da nota total que o aluno tem, então, uma redação muito bem desempenhada e construída vai proporcionar que esse candidato consiga ter uma nota significativamente alta e de maneira positiva ele conseguirá alcançar o curso que tanto almeja”, afirma.

Como as provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, os estudantes têm pouco mais de cinco meses para a preparação. O professor menciona que a leitura constante de diversos textos, assim como do noticiário, colaboram para melhorar o repertório do candidato. Willian Wallemberg salienta, ainda, outros tópicos relevantes durante a preparação para os parâmetros exigidos na redação do Enem.

  • Repertório: leitura constante, atualidades, noticiário;
  • Diversidade de conteúdos: vincular conhecimentos de história, sociologia, filosofia, artes;
  • Estruturação da redação: quatro parágrafos, elementos coesivos, proposta de intervenção;
  • Prática constante: perceber seus erros e corrigir ao longo de cada tema estudado;
  • Atenção aos temas: o candidato tem que estar atento a saber argumentar sobre qualquer tipo de assunto. 

Segundo Willian Wallemberg, a melhor forma de preparação para o exame é apreciar o processo, gostar de entender todos os conteúdos e visualizá-los no cotidiano. “Isso vai fazer com que ele realmente desperte muito mais as suas compreensões nos diversos ramos disciplinares, nas diversas ciências”, diz.

Veja como funciona cada seleção de acesso à educação superior no Brasil, segundo o MEC:

  • O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) reúne as vagas ofertadas por instituições públicas de educação superior em todo o Brasil. O candidato pode concorrer a essas vagas utilizando a nota do Enem.
  • O Programa Universidade para Todos (Prouni) oferece aos estudantes que fizeram a prova a oportunidade de conseguir bolsas de estudo integrais (100%) ou parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior. Critérios: para concorrer à bolsa integral, é preciso ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Bolsa parcial: renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.
  • O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferece financiamento para cursos em instituições privadas com taxas de juros reduzidas. A escala de financiamento varia conforme a renda familiar do beneficiário. 

Realização de sonhos

Com o sonho de cursar medicina em uma universidade pública, Vitória Andrade Couto, 18 anos, de Ibiassucê, na Bahia, fará a prova pela terceira vez em 2024. Ainda no segundo ano do ensino médio a estudante fez o exame como treineira, com o objetivo de se ambientar à estrutura da prova.

Para a preparação em 2024, Vitória precisou mudar de cidade para estudar. Longe da família e de amigos, na cidade de Vitória da Conquista (BA), ela conta que um dos desafios é o preparo psicológico, mas encontra forças no sonho de ser médica.

“É um grande desafio, porque além de estar me preparando para uma prova, eu tenho que me preparar psicologicamente para realizar este exame”, diz. “O que me dá força e o que me sustenta é a paixão pelo meu sonho de cursar medicina numa universidade pública e também de poder ajudar todos da minha família”, aponta Vitória.

Para não esquecer 

A taxa de inscrição é R$ 85 e o pagamento pode ser efetuado até o dia 19 de junho. Os moradores do Rio Grande do Sul terão isenção da taxa.

As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro. E a inscrição deve ser realizada na Página do Participante e utilizar o cadastro na conta gov.br<\/a>. Estudantes que não concluíram o ensino médio também podem realizar a prova na condição de treineiros.

Foto: Marcello Casal Jr./Agência BrasiltanteFoto: Marcello Casal Jr./Agência Brasiltante