― Advertisement ―

spot_img

Paris marca o início e o final de trajetórias olímpicas de brasileiros

Os Jogos Olímpicos são um dos principais palcos do esporte mundial. No megaevento esportivo o público tem a oportunidade de acompanhar histórias de glórias...

Deic prende CAC suspeito de comercialização irregular de armas

 

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic), deflagrou a 6ª fase da Operação “Sceleratus”, denominada “Operação Xeque Mate”, e prendeu em flagrante um Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC) de 44 anos, investigado por possível comercialização irregular de armas de fogo. A prisão ocorreu no dia 22 de maio, no município de Guarapari.

O resultado da operação foi apresentado em coletiva de imprensa, que ocorreu na tarde desta terça-feira (04), na Chefatura de Polícia Civil, em Vitória

Foram apreendidas 24 armas e cerca de 9 mil munições. Entre as armas apreendidas, seis eram provenientes de furto e roubo e 18 apresentavam irregularidades.

“A Operação ‘Sceleratus’ visa coibir crimes violentos contra a vida, retirando de circulação armas e munições ilegais ou irregulares. A operação se encerra agora, sendo uma das maiores apreensões dos últimos tempos. As armas apreendidas serão encaminhadas para a perícia da Polícia Científica do Espírito Santo (PCIES) para serem analisadas e para validar se constam registros de utilização em crimes, como latrocínio ou homicídio”, declarou o delegado-geral da Polícia Civil (PCES), José Darcy Arruda.

Durante a diligência, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em três imóveis pertencentes ao investigado, localizados nos municípios de Guarapari, Vila Velha e Domingos Martins. Cerca de 40 policiais foram direcionados para cada imóvel.

Na residência principal do suspeito, em Guarapari, foi apreendida uma pistola que estava sendo armazenada de forma irregular. “A arma constava fora do endereço de registro, além de estar municiada, o que não é permitido para registrados como CAC”, informou o chefe do Departamento Especializado de Investigações Criminais, delegado Gabriel Monteiro.

Em frente à casa do investigado, estava localizado o imóvel dos pais dele. Na residência, foi apreendido um fuzil AR-15 calibre 5.56, com a numeração raspada. Já em Vila Velha, foi realizada uma busca na empresa em que o suspeito é sócio. Ao chegar no local, a equipe policial foi surpreendida por um segurança armado. Na empresa, foram encontradas e apreendidas dez armas, também armazenadas de forma irregular. A arma utilizada pelo segurança também foi apreendida.

De acordo com as investigações, o suspeito já tinha passagem pela Polícia por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. O detido será autuado pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, porte ilegal de arma de fogo e receptação. “A investigação terá continuidade para averiguarmos como o suspeito adquiria as armas e se estaria roubando e comercializando os armamentos”, relatou o delegado Gabriel Monteiro.

Operação “Sceleratus”

Na área patrimonial, a Operação “Sceleratus” atuou de forma a reprimir e prevenir crimes contra o patrimônio. Deflagrada nos anos de 2021, 2022 e 2024, a operação retirou de circulação 195 suspeitos, apreendeu 88 armas e recuperou um total de R$ 4,5 milhões de reais em bens.

Suas três primeiras fases foram deflagradas em julho, outubro e dezembro de 2021, prendendo no total 27 pessoas, apreendendo 25 armas e recuperando, aproximadamente, R$ 1,5 milhão reais em bens.

Já no ano de 2022, a quarta e a quinta fases foram deflagradas de janeiro a abril e de maio a setembro. Essas fases prenderam no total 167 suspeitos, apreenderam 39 armas e recuperaram mais de R$ 3 milhões de reais em bens, como cargas roubadas, objetos de vítimas e joias.

A sexta fase, denominada “Operação Xeque Mate”, foi deflagrada no dia 22 de maio deste ano. Um suspeito foi detido e 24 armas foram apreendidas.

Texto: Beatriz Paoliello, Estagiária