― Advertisement ―

spot_img

Vale faz acordo e deixa processo sobre caso Samarco no Reino Unido

As mineradoras Vale e BHP Billiton, acionistas da Samarco, fizeram um acordo que afeta o andamento do processo que tramita no Reino Unido sobre...

Vereador de Cachoeiro de Itapemirim abre mão de candidatura à prefeito para ser padre

 

O vereador Junior Correa (PL), de 27 anos, está fora da disputa à Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim. A informação é do próprio político, que era um dos grandes nomes na disputa eleitoral da maior cidade do Sul do Espírito Santo. O motivo, segundo Junior, é que ele decidiu ser padre da Igreja Católica. O vereador também vai abrir mão do mandato parlamentar para abraçar a vocação religiosa. Esse é o melhor presente que o vereador poderia dar ao grupo político do prefeito Victor Coelho (PSB), ao qual ele fazia oposição, que tenta emplacar o nome da secretária de Obras da cidade, Lorena Vasques, na sucessão dele. Junior liderava todas as pesquisas eleitorais à Prefeitura de Cachoeiro, e foi o vereador mais votado da cidade em 2020, com 2519 votos.

O anúncio inesperado veio através de uma transmissão nas redes sociais. “Nesses últimos meses passou muito na minha cabeça sobre o meu futuro político. Fiz um retiro de 15 dias em um mosteiro. E foi nesse retiro que tomei a decisão. Ao longo desse mandato, a cada desafio e cada vitória, Deus me preparava. Eu preciso voltar para o meu primeiro amor. Saio da vida pública, não vou mais disputar a eleição para prefeito, e não serei candidato a vereador, para poder me dedicar a quem deu a vida por mim”, disse o vereador Junior Correa.