― Advertisement ―

spot_img

Sicoob divulga recorde de R$ 8,4 bilhões em resultados financeiros para cooperados

 

No exercício de 2023, o Sicoob, instituição financeira cooperativa com 7,9 milhões de cooperados, registrou um montante de R$ 8,4 bilhões em resultados contábeis, representando um aumento de 16,4% em relação ao ano anterior. Esse valor, por si só expressivo, soma-se aos mais R$ 25,7 bilhões de economia comparativa de juros, tarifas e taxas propiciada pelo Sicoob aos seus usuários no mesmo período, além dos mais de R$ 4,2 bilhões de excedentes acumulados que, no final de cada ano, podem ser distribuídos de acordo com o volume das operações realizadas por cada cooperado.

No Sicoob, os cooperados são o ponto central de todas as iniciativas, reconhecidos como proprietários e os principais beneficiários dos resultados da cooperativa. Esta abordagem é incorporada diariamente, garantindo aos donos do negócio acesso a serviços financeiros com taxas e tarifas equitativas, ao mesmo tempo em que eles têm participação efetiva nos resultados econômicos da instituição.

“A distribuição direta de parte relevante dos resultados, benefício adicional à significativa economia auferida durante o ano pelos associados em decorrência da diferença de preços nos produtos e serviços cooperativos, é mais do que uma prática eventual, é um compromisso associado à essência do cooperativismo financeiro. Ao compartilhar os frutos econômicos de nosso trabalho coletivo, fortalecemos os cooperados e, por extensão, as comunidades onde residem e empreendem”, destaca Ênio Meinen, diretor de Coordenação Sistêmica e Relações Institucionais do Sicoob.

O diretor explica que uma parcela dos resultados financeiros, não rateada individualmente entre cooperados, é utilizada para fortalecer a estrutura de capital da cooperativa – fundamental para os investimentos, ampliação de limites operacionais e expansão do empreendimento -, além de ampliar programas de capacitação, assistência técnica e projetos sociais nas localidades atendidas. “Todo o excedente econômico acaba beneficiando, ainda que indiretamente, os cooperados e os territórios assistidos pelas cooperativas”, comenta.

Meinen aponta que o compartilhamento dos resultados financeiros é uma forma autêntica de promoção de justiça financeira e de auxílio no desenvolvimento local, práticas essas convergentes com o que o dirigente designa de “novo empreendedorismo”. Essa abordagem também está alinhada ao sétimo princípio cooperativista, que enfatiza o compromisso com o bem-estar da comunidade. “Tão importante quanto isso é assegurar aos cooperados a ampla participação no processo de tomada de decisões. Não há ninguém melhor do que os próprios membros para definir o que é mais relevante para eles e para as suas respectivas regiões”, conclui o diretor.

Sobre o Sicoob

Instituição financeira cooperativa, o Sicoob tem mais de 7,9 milhões de cooperados e está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Oferecendo serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outras soluções financeiras. É formado por 335 cooperativas singulares, 14 cooperativas centrais e pelo Centro Cooperativo Sicoob (CCS), que é composto por uma confederação e um banco cooperativo, além de uma processadora e bandeira de cartões, administradora de consórcios, entidade de previdência complementar, seguradora e um instituto voltado para o investimento social. Ocupa a primeira colocação entre as instituições financeiras com maior número de agências no Brasil, com mais de 4,6 mil pontos de atendimento, e, em mais de 400 municípios, é a única instituição financeira presente. Acesse www܂sicoob܂com܂br para mais informações.