― Advertisement ―

spot_img

Covid-19: nova vacina começa a ser aplicada em PE

Assim como o vírus da gripe vai sofrendo mutações ao longo do tempo, o Sars-CoV-2, que causa a Covid-19, também. Por isso, a cada...

Procon-ES apreende mais de 900 quilos de produtos impróprios para consumo em supermercado de Colatina

Os fiscais do Procon municipal de Colatina foram capacitados, de quarta-feira (06) até sexta-feira (08), pelo Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES). Durante a aula prática, oito estabelecimentos foram inspecionados. Em uma diligência em um supermercado da cidade, a equipe apreendeu aproximadamente 900 quilos de produtos inadequados para consumo.

Linguiças, salsichas tipo hot dog, bacon, presunto, mortadela, iogurte, entre outros, foram recolhidos devido à falta de informações essenciais, como data de fabricação, validade e detalhes sobre o fracionamento.

Também foram apreendidos produtos com data de validade vencida, produtos com difícil visualização da data de validade, produtos sem quaisquer informações da data de fabricação, validade e lote, produtos com lacre da embalagem rompido, produtos com embalagem amassada/danificada, produtos com a presença de insetos (larvas/brocas) e produtos com a presença de bolor/fungo.

A diretora geral do Procon-ES, Letícia Coelho Nogueira, ressaltou que a comercialização de produtos impróprios configura uma infração grave de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, e está sujeita a multas que variam de R$ 900,64 a R$ 13.509.600,00.

Para denúncias, os consumidores podem utilizar o Atendimento Eletrônico disponível no site procon.es.gov.br, ligar para o número 151 ou contatar via WhatsApp pelo número (27) 3323-6237.

Treinamento de fiscais

O treinamento realizado em Colatina consistiu em aulas teóricas e práticas em variados segmentos, como lojas e supermercados do município. A iniciativa foi desencadeada a partir de uma solicitação do Procon do município.

O objetivo é aprimorar a fiscalização e garantir o cumprimento da legislação consumerista nos estabelecimentos da cidade. Um treinamento teórico foi conduzido para capacitar os fiscais, abordando aspectos como a condução de inspeções, o comportamento adequado durante todo o processo de fiscalização, os pontos cruciais a serem observados ao fiscalizar um estabelecimento e a documentação necessária a ser produzida.