― Advertisement ―

spot_img

No G20, Brasil reafirma compromisso de combate ao racismo

O Brasil reafirmou o compromisso com o combate ao racismo e às desigualdades raciais, durante reunião do G20, nesta terça-feira (23), no Rio de...

Polícia Civil apreende adolescentes suspeitos de participação na morte de jovem em Pinheiros

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Pinheiros, cumpriu, na última quarta-feira (29), três mandados de busca e apreensão em desfavor de três adolescentes suspeitos de participação no homicídio ocorrido no dia 06 de abril deste ano, que teve como vítima Felipe Braga Pinheiros, de 19 anos.

“Após tomarmos conhecimento do desaparecimento de Felipe, policiais civis e militares iniciaram as buscas, resultando na localização do corpo em uma vegetação próxima ao bairro Santo Antônio. A vítima foi encontrada com a cabeça completamente desfigurada, possivelmente por golpes de enxada e tiros. No local do crime, foram encontrados projéteis de munições calibres 9mm, 380 e 38 ”, afirmou o titular da Delegacia de Polícia (DP) de Pinheiros, delegado Jameson Amaral.

As investigações indicaram a participação de, ao menos, sete pessoas no crime. Foi constatado também que havia vídeos da ação criminosa feitos pelos autores do crime. Foram solicitados à Justiça mandados de busca e apreensão domiciliares para as residências dos sete suspeitos.

No dia 30 de abril, policiais civis e militares realizaram uma operação que culminou na prisão de dois suspeitos. Os policiais foram à residência de um suspeito de 24 anos, apontado pela investigação como mandante do crime, e o prenderam. Em seguida, dirigiram-se à residência de outro suspeito, de 27 anos. Com ele, a polícia apreendeu um revólver calibre .38, com 17 munições intactas do mesmo calibre.

“As investigações avançaram e indicaram também a participação de três adolescentes, de 14, 16 e 17 anos. Todos integrantes de uma facção criminosa que atua no tráfico de drogas no bairro Santo Antônio. Em suas declarações, os menores confessaram a autoria do crime e descreveram em detalhes como assassinaram a vítima. Novas diligências estão sendo realizadas, e novas prisões poderão ocorrer em breve”, completou o delegado Jameson Amaral.

Após os procedimentos de praxe, os adolescentes foram encaminhados à Unidade de Internação Provisória Norte (Unip Norte), em Linhares, onde ficarão à disposição da Justiça.

Quanto à motivação do crime, a investigação apurou que Felipe teria feito uma live no Instagram com algumas primas dias antes de sua morte, durante a qual uma delas fez o número “3” com os dedos, um sinal que indica uma determinada facção criminosa da cidade.

 

“Posteriormente, Felipe foi a uma festa no bairro Santo Antônio, onde foi reconhecido por criminosos da facção criminosa PGS – “Bonde do Planalto – Galileia – Santo Antônio”, que atua no tráfico de drogas nos bairros mencionados em sua sigla. Como a facção é rival da facção criminosa BDD – Tudo 3, os criminosos começaram a agredir Felipe com socos, chutes e pedradas. Após a chegada do suspeito de 24 anos ao local, este determinou que Felipe fosse executado. A vítima não tinha histórico de envolvimento na criminalidade”, explicou o delegado Jameson Amaral.

Texto: Matheus Foletto