― Advertisement ―

spot_img

Homem é preso suspeito de usar arma para ameaçar mulher e dirigir embriagado

Na noite de domingo (25), durante o policiamento na rodovia ES 080, na Ponte de Pancas, em Colatina, a Polícia Militar recebeu uma informação de que um homem estaria portando uma arma de fogo em um bar localizado na região. A informação é do repórter Wilson Rodrigues.

A equipe policial se deslocou até o local para averiguar a situação. Ao chegar ao estabelecimento, os militares mantiveram contato com uma mulher que se apresentou como a solicitante. Ela relatou aos policiais que seu companheiro havia enviado mensagens ameaçadoras para o seu celular após um desentendimento entre eles. Além disso, os seguranças da festa que acontecia no local informaram aos militares que o indivíduo teria exibido a arma para várias pessoas.

Diante das informações recebidas, a solicitante acionou o Ciodes (190) para comunicar a situação. No entanto, antes da chegada da PM, o segurança do bar retirou o indivíduo do local ao avistar a arma. Durante o relato da solicitante, ela apontou para um homem que, segundo ela, teria acompanhado o suspeito para guardar a arma. Os policiais abordaram o suspeito indicado pela solicitante, porém, durante a revista, nada de ilícito foi encontrado com ele. Ao ser questionado sobre a arma, o suspeito alegou que foi ao bar acompanhado do homem mencionado, que seria primo de sua esposa. Ele afirmou que o indivíduo estava do lado de fora da festa e, preocupado com a segurança da própria esposa, pediu para que o homem fosse embora com a arma, ficando responsável por guardá-la. Posteriormente, ele retornou ao local.

Com base nas informações fornecidas pelo suspeito, os policiais foram conduzidos até um terreno onde a arma foi localizada. Tratava-se de uma garrucha calibre 22, contendo sete munições, que foi apreendida. A solicitante reconheceu o armamento como sendo pertencente ao seu companheiro. Durante as diligências, os policiais avistaram um veículo na rodovia e, ao tentar abordá-lo, o condutor não parou e continuou seguindo seu trajeto. Após uma perseguição, os militares conseguiram interceptar o veículo. O condutor foi identificado como o companheiro da vítima e foi submetido a uma abordagem policial. Nada de ilícito foi encontrado com ele.

No entanto, segundo a PM, o homem apresentava sinais visíveis de embriaguez, tais como olhos vermelhos, desordem nas vestes, sonolência, odor de álcool, dificuldade no equilíbrio, fala alterada e dispersão. Ele se recusou a realizar o teste do etilômetro, sendo então realizado o exame de constatação de alteração da capacidade psicomotora. Diante dos fatos, o homem foi conduzido para a 15ª Delegacia Regional de Colatina, suspeito dos crimes de ameaça, porte ilegal de arma de fogo e condução sob efeito de álcool.