Zoneamento visa reduzir riscos climáticos para cultivo de cevada

Com o objetivo de indicar períodos de menor risco para o plantio de cevada, foram publicadas no Diário Oficial da União na última quinta-feira (29) as Portarias de 351 a 358 com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc). Os documentos tratam da cultura de cevada de sequeiro, ano-safra 2020/2021.

As informações visam reduzir as chances de ocorrerem problemas relacionados a eventos climáticos indesejáveis e, com isso, permitir ao produtor identificar a melhor época para plantar, levando em conta a cultura e os diferentes tipos de solos.

MP em discussão no Congresso Nacional pode aumentar volume de crédito oferecido a empresários paranaenses

“Abertura do mercado de gás natural pode gerar mais de 33 mil empregos nos próximos 10 anos”, afirma Bruno Eustáquio

Os produtores rurais e outros agentes do agronegócio também podem ter acesso às informações oficiais do Zarc por meio de tablets e smartphones. Isso facilita a orientação relacionada aos programas de política agrícola do Governo Federal.

 

Foto: Paulo Odilon Kurtz - Embrapa Trigo

Leia mais

Leia também